Virose: por que ela não tem uma causa específica e é comum o ano todo?

A virose é muito detectada ao longo de todo o ano. Mas quais são as suas causas e por que ela é tão comum? Saiba mais sobre a doença!

None
A virose atinge pessoas de todas as idades, apresentando sintomas variados. Foto Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/05/2017 às 09:25
Atualizado às 13:46

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Dores de cabeça, vômito e diarreia são os sintomas mais conhecidos da virose e, por isso, são prontamente associados ao termo. Mas entende-se por virose toda e qualquer doença causada por vírus. Como esses seres não são facilmente identificados, a saída mais comum é analisar a doença a partir das manifestações iniciais no corpo que, na maioria das vezes, são semelhantes. Dessa forma, cunhou-se um termo genérico, que pudesse representar a doença, independente dos agentes.

A virose popular

A palavra é comumente usada para representar dores na barriga seguidas de vômito e diarreia, cólicas intestinais e dificuldade de ingerir alimentos ou líquidos. Isso pode gerar confusão, uma vez que não só as patologias mais brandas respondem por viroses, mas também aquelas consideradas graves, como aids e meningite viral. Esse tipo de doença caracterizada apenas como “virose” pode ser causada pelos vírus conhecidos como enterovírus e o rotavírus e é considerada autolimitada, ou seja, desaparece espontaneamente.

Possíveis causas

A cada época do ano, existem tipos de vírus que se sobressaem mais que outros. Por isso, as viroses estão sempre atingindo a população. Em alguns casos, como em viroses leves, os vírus são facilmente transmitidos, seja por contato ou pelo ar. “Crianças, por terem um sistema imunológico ainda em formação, são mais susceptíveis a essa doença”, ressalta Alberto Chebabo, infectologista do Lavoisier Medicina Diagnóstica.

Em outros tipos, como aids, a transmissão acontece a partir de troca de fluidos. O tratamento, de uma forma geral, ainda é considerado um desafio para área médica, pois poucos medicamentos são eficazes contra os agentes. O recurso mais usado para recuperar o bem-estar é combater os sintomas.

A virose apresenta sintomas distintos em cada pessoas e, se não tratada, pode evoluir para algo mais grave.

A virose apresenta sintomas distintos em cada pessoas e, se não tratada, pode evoluir para algo mais grave. FOTO: Shutterstock

Vilões da saúde

As viroses podem aparecer em versões leves, como a gripe, e fazer pouco estrago ao organismo. Mesmo assim, em alguns indivíduos, pode levar a outros problemas mais graves. “Em pessoas com outras doenças, como cardiopatas, gestantes e  idosos, a gripe pode evoluir com pneumonia e até levar ao óbito. Outras viroses podem, eventualmente, levar à manifestações do sistema nervoso central, causando meningite ou encefalite”, destaca Alberto. Por isso, a fase de tratamento deve ser sempre levada a sério, para não complicar o quadro.

Consultoria Alberto Chebabo, infectologista

LEIA TAMBÉM:

TAGSVIROSE

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.