Virose ou bacteriose? Conheça as principais diferenças!

O organismo pode ser atingido por problemas causados por vírus e por bactérias, chamadas de virose e bacteriose. Descubra as diferenças entre eles!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/10/2016 às 18:29
Atualizado às 11:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Apesar de existirem milhares de bactérias no organismo humano – sendo que muitas delas são importantes para garantir o equilíbrio do organismo, fazer a digestão e impedir que ocorra a invasão de elementos nocivos à saúde –, às vezes, esses seres são considerados perigosos ao corpo, justamente pelo fato de possibilitarem o surgimento de diversas doenças. Mas, afinal, qual a diferença entre virose e bacteriose?

virus-bacterias-doenca-organismo-virose-bacteriose

FOTO: Shutterstock

Bacteriose x virose: conheça cada uma

A principal diferença das infecções bacterianas e virais está na presença de pus. “Nas doenças respiratórias causadas por bactérias, normalmente vemos a presença de secreção purulenta, como nos casos das infecções na garganta. Já nas infecções virais, essas secreções normalmente são claras, pouco espessas e sem pus”, explica o infectologista Alberto Chebabo.

Além disso, também existe outra forma de diferenciar ambas as doenças: nos casos das infecções bacterianas, é importante o uso de antibióticos, enquanto naquelas que são causadas por vírus, esses medicamentos não são necessários.

mulher-lenco-espirrando-doente

FOTO: Shutterstock

A mais perigosa

Embora tanto as viroses quanto as bacterioses sejam causadoras de problemas para o organismo, atrapalhando o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, as doenças decorrentes de bactérias trazem mais riscos à saúde. “Normalmente, as infecções bacterianas são mais graves, pois necessitam de antibióticos para serem tratadas e raramente apresentam cura espontânea”, esclarece o infectologista.

Ou seja, sem a utilização desses medicamentos, as bacterioses podem evoluir para algo mais sério, ao contrário das viroses, que são combatidas pelo próprio organismo, através do sistema imunológico. O profissional ainda alerta que as infecções bacterianas, se não tratadas adequadamente, podem se transformar em doenças mais perigosas, com septicemias (infecção generalizada), podendo inclusive levar à morte.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.