Quando é indicado tirar o dente do siso

Entenda como funciona e os prós e contras do procedimento

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/01/2014 às 09:25
Atualizado às 21:04

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Dizem que você só ganha juízo quando os dentes do siso nascem. Porém, em muitos casos é necessário extraí-los através de uma pequena cirurgia que pode ser bastante dolorosa. No geral, as dúvidas sobre o procedimento são muitas. Por isso, conversamos com o cirurgião dentista Henrique Taniguchi, que explicou tudo sobre o assunto. Confira!

Vantagens de tirar o dente do siso

Foto: Shutterstock Images

Tirar ou não tirar?

Segundo Henrique Taniguchi, a melhor maneira de responder essa questão é procurar um especialista para avaliar a necessidade da extração dos dentes do siso. “Se for necessário removê-los, é melhor fazer a cirurgia do que ter comprometimentos futuros”, afirma o doutor.

Vantagens de tirar o dente

-É um dente sem função na mastigação;

-Como seu nascimento é lento, costuma ser bastante doloroso e causar inflamações na região;

-Devido ao seu formato anômalo, quando o dente do siso nasce, pode não ter o alinhamento correto, provocando mordidas nas próprias bochechas;

-Pode comprometer o dente vizinho e outros tratamentos dentários.

Desvantagens

-Como toda cirurgia, a extração exige cuidados antes, durante e após o procedimento;

-Em alguns poucos casos, pode ser necessário retirar o dente vizinho também.

 O procedimento

A cirurgia de exodontia dos dentes do siso é um procedimento tranquilo e indolor. É feita sob anestesia local e a recuperação costuma ser tranquila. O paciente só deve sentir desconfortos depois que a anestesia se dilui. “Se o procedimento for mais rápido e menos invasivo, o pós operatório tende a ser mais tranquilo ainda. Tudo depende da posição que o dente se encontrava”, explica o cirurgião dentista.

Antes do procedimento, é aconselhável evitar comidas mais pesadas e ter uma boa noite de sono. No pós, o paciente deve se alimentar de alimentos frios e gelados, líquidos e pastosos e nada quente ou morno. Além disso, é preciso fazer uma compressa externa com gelo na região em que foi feita a cirurgia.

De acordo com Henrique, o melhor momento para realizar a extração é entre os 17 e 20 anos, quando ainda não há formação completa das raízes, o que facilita a exodontia.

TAGSSISO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.