Vacinação infantil: acompanhe as vacinas obrigatórias para a saúde do seu filho

Com a carteirinha de vacinação em dia, é possível evitar doenças graves para seu filho. Saiba mais sobre vacinação infantil e sua importância

None
Foto: iStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/05/2017 às 08:03
Atualizado às 13:47

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tão importante como fazer os primeiros exames médicos no bebê, é estar em dia com as vacinas. Entre a lista das doenças que podem ser prevenidas, estão hepatite, meningite, poliomielite (paralisia infantil), tétano, sarampo, caxumba, febre amarela e outras. E, claro, esses cuidados devem continuar ao longo do crescimento da criança, mantendo a regularidade com as vacinas. Para acompanhar direitinho todas as imunizações indicadas para o seu filho, confira abaixo o calendário com as vacinas obrigatórias, oferecidas gratuitamente nos postos de saúde.

Entre as imunizações prioritárias e que devem ser ministradas na rede pública de saúde, estão a vacina pneumocócica 10-valente, que protege contra uma bactéria causadora de meningites e pneumonias pneumocócicas, sinusite, inflamação no ouvido, entre outras doenças, e a vacina da antimeningococo C, que age contra a meningite bacteriana. De acordo com o Ministério da Saúde, bebês de até 2 meses de vida devem tomar essas vacinas.

Além dessas, existem algumas vacinas que são recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), porém não constam no calendário obrigatório e não são disponibilizadas gratuitamente. Por conta disso, elas precisam ser pagas. Para conhecê-las, converse com o pediatra do seu filho.

A importância da vacinação infantil

A vacina é a administração de bactérias e vírus inativos ou fragmentos de vírus que, ao serem introduzidos no organismo, estimulam a reação do sistema imunológico. A produção de anticorpos protege contra as doenças provocadas por esses micro-organismos.

A vacinação é capaz de prevenir uma lista de doenças e até salvar vidas. Um simples machucado mal curado é capaz de provocar danos irreversíveis, mas que se torna inofensivo se o organismo estiver preparado para se defender. Segundo dados do Ministério da Saúde, sem imunização, 3 em cada 100 crianças podem morrer de sarampo, 2 de coqueluche e 1 de tétano. 1 criança em cada 200 pode ficar incapacitada pela poliomielite se não houver vacinação.

Manter a carteirinha de vacinação das crianças sempre em dia é fundamental para que elas cresçam e se desenvolvam com saúde, longe de problemas graves. Mas a vacinação não é necessária só para os pequenos, já que algumas vacinas precisam de reforço na vida adulta.

Confira o calendário de vacinação infantil para os primeiros anos de vida da criança:

Tabela de vacinação infantil

Consultoria: Maria Cristina Senna Duarte, mestre em saúde da criança e da mulher, do IFF (Instituto Fernandes Figueira) | Fontes: Associação Brasileira de Imunizações (SBIm); Ministério da Saúde

LEIA TAMBÉM

TAGS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.