ESTILO DE VIDA

Tudo sobre alimentação vegana

A colunista de hoje, Vivian Goldberger, fala sobre como deve ser uma alimentação vegetariana equilibrada

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/05/2016 às 14:00
Atualizado às 12:38

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
Alimentação vegetariana

Foto: Shutterstock Images

VEGETARIANISMO

Primeiro, a pessoa deve decidir que tipo de vegetarianismo quer adotar para a sua vida (existem várias vertentes) e compreender que ser vegetariano exige uma maior preocupação sobre o tipo, a quantidade e a procedência de alimento a ser consumido.

Além disso, para evitar deficiências nutricionais, ela deve procurar um profissional para a elaboração de um plano alimentar personalizado, de acordo com o peso, altura, sexo e o tipo de vegetarianismo que ele deseja se enquadrar.

– Esse plano alimentar deverá suprir a necessidade energética e protéica do organismo, assim como auxiliar a biodisponibilidade dos nutrientes (a capacidade que o organismo tem de absorver os nutrientes), já que alguns nutrientes e vitaminas presentes em alimentos de origem vegetal não são tão bem aproveitados pelo organismo como os de origem animal.

O QUE COMER

OVOLACTOVEGETARIANOS

– Para os ovolactovegetarianos não há grandes preocupações nas substituições, uma vez que o ovo e o leite, ricos em proteína de alto valor biológico, vitamina B12 e ferro, podem, tranquilamente, substituir a carne, desde que consumidos adequadamente.

SAIBA MAIS

Intestino preso: causas, tratamentos e alimentação correta
Entrevista: Alimentação saudável com Flavio Passos
Alimentação saudável ajuda a prevenir câncer

VEGANOS

– Já para os vegetarianos estritos e os veganos, o desafio é maior, pois é preciso um conjunto de alimentos ricos em proteína vegetal, e o cuidado em aumentar a biodisponibilidade dos nutrientes desses alimentos, para realmente substituir a carne.

ALIMENTAÇÃO PARA TODOS

– A alimentação vegetariana deve ser rica em frutas, verduras, cogumelos, legumes, leguminosas (feijões, lentilhas, grão-de-bico e soja), óleos de boa qualidade (como o de oliva e canola), leite de soja, tofu, oleaginosas (castanhas e amêndoas), sementes (girassol, gergelim) e cereais integrais (flocos ou farelo de aveia por exemplo).

DIETA VEGETARIANA EMAGRECE: MITO OU VERDADE?

– Em geral, essa conduta alimentar não emagrece, tudo vai depender do valor calórico diário consumido. Quando a dieta não é equilibrada, pode até favorecer o ganho de peso, uma vez que ao excluir a carne pode acabar substituindo-a por uma quantidade excessiva de carboidratos.

FONTE: Vivian Goldberger, nutricionista.