Triglicérides: fique de olho nos níveis ideias e proteja seu coração

Saiba quais problemas os níveis elevados de triglicérides pode causar no seu organismo. Fique de olho nas doenças cardíacas!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/11/2016 às 11:59
Atualizado às 11:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tão importante quanto conhecer as taxas de colesterol para proteger o coração é saber quanto de triglicérides circula pela corrente sanguínea. Eles são reservas de energia para o organismo e têm esse nome porque agrupam três ácidos graxos ligados ao glicerol, uma molécula de álcool. Também são produzidos pelo fígado e ficam armazenados no tecido adiposo (formado por células de gordura), principalmente na região abdominal.

triglicerides coracao balanca

FOTO: Istock.com/Getty Images

Riscos

Quase tudo o que ingerimos é transformado em triglicérides, mas o excesso é provocado pelos erros alimentares, especialmente no consumo alimentos gordurosos e de carboidratos. O acúmulo desses últimos vai parar bem onde o triglicérides é armazenado: na barriguinha saliente. E qualquer tipo de gordura pode elevar o nível dessa substância se consumido sem moderação – tanto as benéficas, de óleos vegetais, castanhas e peixes, quanto as saturadas e trans. Bebidas alcoólicas também estimulam a produção de triglicérides. Assim, só uma dieta equilibrada é capaz de manter as taxas sob controle. Um estudo do NYU Langone Medical Center, nos Estados Unidos, mostrou que mulheres na pós-menopausa com níveis altos de triglicérides têm o dobro de chances de ter um acidente vascular cerebral do que aquelas com níveis mais baixos, mesmo que o colesterol total e o LDL estejam sob controle. Outras pesquisas mostram que para cada aumento de 88,5mg de triglicérides sanguíneos, o risco de doenças cardíacas sobe 37% em mulheres e 14% nos homens.

Para controlar os níveis

Manter o peso ideal é fundamental. Afinal, se os triglicérides ficam armazenados nas células de gordura, já dá para imaginar quanto deles estão escondidos em uma pessoa obesa, certo? Segundo especialistas, as modificações na dieta geralmente são eficazes e suficientes para reduzir seus níveis. Para não errar na alimentação, o ideal é consultar um nutricionista, que pode elaborar um cardápio personalizado, de acordo com as necessidades de cada paciente. A combinação entre alimentação saudável e prática de exercícios físicos pode reduzir em até 30% as taxas de triglicérides.

Arroz integral coracao

FOTO: Shutterstock

Problema genético

Assim como algumas pessoas apresentam predisposição à hipercolesterolemia, a genética também influencia na elevação dos triglicérides. Nesses casos, há um problema na eliminação das substâncias ou a produção é exagerada. Muitas vezes, só as mudanças nos hábitos alimentares não são capazes de controlar as taxas e é preciso a intervenção de medicamentos aliados à dieta, como a niacina (vitamina B3).

Valores ideais

O ideal é permanecer com a taxa de triglicérides abaixode 150mg/dl. O valor limite é até 200mg/dl, em que é preciso ficar atento aos hábitos. Acima desse valor, os riscos de problemas cardiovasculares aumentam bastante.

estetoscopio coracao triglicerides

FOTO: Shutterstock

Antes do exame

É preciso ficar pelo menos 12 horas em jejum e 72 horas sem ingerir bebidas alcoólicas para que os resultados que checam o nível de triglicérides sejam confiáveis.

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria: Christiano Barros e Isa Bragança, cardiologistas

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.