Vanquish: conheça o tratamento que promete diminuir a gordura localizada

Método não cirúrgico e não invasivo ao corpo, o Vanquish pode eliminar até 40% da gordura localizada em quatro sessões de tratamento

None
Vanquish promete acabar com até 40% da gordura localizada | Foto: iStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/03/2017 às 17:43
Atualizado às 12:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Gordurinhas aparentes, principalmente na região do abdômen, é um problema que incomoda muitas mulheres, que tentam vários métodos para acabar de vez com o excesso na barriga ou em outras partes do corpo, como flancos, braços e coxas.

No entanto, alcançar objetivos nem sempre é uma tarefa fácil, fazendo com que muitas pessoas recorram a maneiras mais rápidas, como cirurgias ou tratamentos estéticos. A segunda opção pode acabar sendo mais acessível, o que resulta em uma grande procura. Neste segmento se encaixa o Vanquish, tratamento recém-chegado ao Brasil e que promete eliminar até 40% da gordura localizada. Ficou curiosa? Saiba mais detalhes:

mulher medindo cintura com fita métrica

Vanquish promete acabar com até 40% da gordura localizada | Foto: iStock

Recém-chegado no Brasil, o Vanquish é um tratamento que diminui a gordura localizada no corpo por meio de um aparelho que, quando em contato com a pele, “mata” as células de gordura por meio de calor. De acordo com a dermatologista Ana Lúcia Recio, a gordura possui baixa condutividade no corpo humano, e as altas temperaturas ajudam a acelerar seu processo de remoção do organismo. “Ao atingir a temperatura desejada, as células sofrem morte e são removidas progressivamente do organismo”, afirma.

Quem de certa forma tem receio de recorrer a cirurgias plásticas para alcançar seus resultados, pode optar pelo Vanquish, pois este é um procedimento que não requer nenhum tipo de cirurgia e nem o aparelho utilizado entra em contato com a pele, ou seja, não é invasivo ao corpo. Portanto, logo após realizar uma sessão do tratamento, é possível seguir normalmente com a rotina de trabalho e atividades físicas.

Procedimento

De acordo com a dermatologista, o tratamento é realizado em quatro sessões semanais com a duração de uma hora. O formato do aparelho foi designado para atingir apenas a região desejada, que no caso pode ser barriga, flancos, culote interno das coxas, joelhos e até mesmo a famosa “gordurinha do sutiã”.

Resultados

Ponteira Flex, que faz o tratamento Vanquish, aplicando o tratamento no abdome de uma paciente

Procedimento Vanquish realizado em área abdominal | Fotomontagem: Divulgação/Vanquish

Apesar de os resultados variarem de acordo com cada organismo, a dermatologista explica que até 40% da gordura do local pode ser eliminada durante o tratamento. O uso de cintas ou outros tipos de modeladores é dispensável após o procedimento. Caso haja muita perda de gordura e acontecer de a pele ficar flácida, Ana Lúcia afirma que é possível fazer o uso da tecnologia para resolver o problema.

Já em relação à alimentação e exercícios físicos, estes são dois fatores que devem estar sempre na rotina de uma pessoa, e após o tratamento pode proporcionar melhores resultados – apesar de não ser o fator primordial do processo. “Boa alimentação e atividade física são coadjuvantes bem vindos”, alega.

Vai doer?

A palavra “calor” – que é a chave do tratamento – pode acabar deixando algumas pessoas receosas, com medo de sofrer algum tipo de queimadura ou outras sequelas. No entanto o Vanquish é um procedimento bem tranquilo, sem nenhum tipo de restrição antes ou depois do tratamento, e as dores geradas costumam ser leves. “Quem faz o tratamento pode sentir dores locais por alguns dias. Mas ela desaparece rapidamente”, conta.

Contraindicações

Quem usa marca-passo, DIU ou outros tipos de próteses metálicas não deve realizar o tratamento. “A rádio-frequência [método usado durante a sessão] é uma corrente elétrica, e o corpo humano é um condutor de eletricidade. Por isso, o Vanquish não é recomendado nestes casos, pois quem possui próteses metálicas pode acabar sofrendo queimaduras”, finaliza.

Lembrando que, antes de realizar qualquer procedimento estético, procure a ajuda de um médico responsável.

LEIA TAMBÉM: