ESTILO DE VIDA

Toxoplasmose: apenas 1% da população felina transmite a doença

A toxoplasmose já foi conhecida como "doença do gato", mas a falta de cuidado com a alimentação é uma das principais causas dela. Saiba mais!

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/08/2016 às 20:03
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando o assunto é toxoplasmose, a maioria das pessoas, injustamente, associa a doença aos gatos, acusados de serem os principais transmissores. Porém, segundo dados da Sociedade Mundial de Proteção Animal, apenas 1% da população felina realmente participa da disseminação da doença que, em alguns casos, pode causar graves danos ao organismo.

gatos segurando placa escrito "a culpa não é nossa"

Foto Shutterstock.com

Inocentados

A toxoplasmose já foi conhecida como “Doença do gato” – isso porque os felinos são os hospedeiros definitivos do protozoário. Os ovos do parasita, chamados de oocistos, são eliminados pelas fezes dos gatos. Mas, para infectar uma pessoa, é preciso que o oocisto permaneça exposto a temperaturas acima de 36ºC durante, no mínimo, dois dias, e seja ingerido. Portanto, cuidados básicos de higiene já são suficientes para prevenir o problema.

Saiba mais:

12 vídeos fofos de animais para ver e se derreter!

Como evitar que o gato do vizinho entre em casa?

Teste: que felino representa a sua personalidade?

Contaminação através da alimentação

A falta de higiene com a alimentação, por exemplo, é muito mais perigosa do que a simples presença de um gato no ambiente. O parasita pode ser adquirido pelas carnes cruas ou mal cozidas, por leite não pasteurizado, água contaminada, verduras e legumes mal lavados. Portanto, é fundamental manter a cozinha sempre limpa, armazenando as carnes congeladas e lavando muito bem todos os vegetais a serem consumidos.

 Fonte: Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA); Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI)