Conheça os tipos de câncer mais comuns nos homens

O câncer é um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células. Descubra alguns mais comuns entre os homens!

None
Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/11/2016 às 11:57
Atualizado às 12:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O câncer pode ser denominado como um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células, que invadem tecidos e órgãos variados. “Dividindo-se rapidamente, essas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores malignos, que podem espalhar-se para outras regiões do corpo”, explica o oncologista Sandro Salim Lana. A seguir, conheça 3tipos frequentes que atingem os homens.

homem-consulta-medica-cancer-monitor-computador-exame

Foto: Reprodução

1. Câncer de próstata

Considerado o segundo tumor mais comum na população masculina em todo o mundo, ele deve atingir 61.200 de pessoas no Brasil até o final de 2016, segundo estimativas do Inca (Instituto de Câncer). O principal fator de risco para a doença é a idade, uma vez que a maioria casos é diagnosticada em homens acima dos 65 anos e menos de 1% é diagnosticado em homens abaixo dos 50 anos. “Quando o câncer de próstata é diagnosticado em fase inicial, 90% dos casos têm chance de cura. Mesmo estágios mais avançados podem ser tratados com bons resultados. É preciso saber que ainda existe a chance de diagnosticar na fase inicial da doença. A realização do exame de toque realizado pelo urologista associado ao exame de sangue denominado Psa são as melhores maneiras de se detectar a doença”, alerta o diretor da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Volney Lima.

homem-medico-consulta-mesa

Foto: Reprodução

2. Câncer de pulmão

O tabagismo é responsável por, aproximadamente, 6 milhões de mortes anuais no mundo, e aproximadamente 147 mil mortes no Brasil, incluindo as decorrentes de câncer. Segundo o Inca, estima-se que o Brasil apresente 17.330 casos de câncer de traqueia, brônquios e pulmões entre os homens e 10.890 entre mulheres, em 2016. “O câncer de pulmão é um dos mais agressivos e, ironicamente, um dos mais fáceis de ser evitado, uma vez que o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença é o tabagismo”, comenta a oncologista diretora da SBOC, Clarissa Matias. Em geral, os fumantes têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver essa doença, quando comparados a pessoas que nunca fumaram.

Os sintomas da doença incluem tosse, que pode vir acompanhada de sangue, dores no peito, espirros, perda de peso e não costumam aparecer até que o câncer esteja em estado avançado, o que dificulta o tratamento. Para ficar longe do problema, a principal recomendação é não fumar. Quem nunca fumou, mantenha-se longe do cigarro e quem fuma deve buscar parar.

homem-hospital-medico-consulta-prancheta-cancer

Foto: Reprodução

3. Câncer do estômago

Com a melhor conservação dos alimentos – uso de geladeira e redução do consumo de conservas e alimentos salgados –, a incidência do câncer de estômago caiu muito ao longo do século XX. Mesmo assim, esse tumor continua sendo um dos mais comuns na população masculina brasileira.

Os sintomas do câncer de estômago inicial são parecidos com os de uma gastrite ou de uma úlcera e o diagnóstico é realizado por uma endoscopia. Como o câncer está relacionado à infecção pela bactéria Helicobacter Pylori, que também responde por boa parte das gastrites, sua presença deve ser sempre pesquisada em pacientes que apresentam essa doença. A eliminação do agente é possível com o uso de antibióticos.

Consultoria Clarissa Matias, oncologista diretora da SBOC; Sandro Salim Lana, oncologista; Volney Lima, diretor da SBOC

LEIA TAMBÉM: