ESTILO DE VIDA

Terapia reichiana: conheça os métodos e os princípios dessa corrente

Os princípios defendidos pela terapia reichiana afirmam que o o ser humano é uma unidade bio-psico-social. Entenda melhor os métodos dessa corrente!

None
FOTO: iStock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 14/09/2016 às 14:20
Atualizado às 15:03

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As primeiras sessões da terapia reichiana são, geralmente, dedicadas a uma anamnese (ou seja, recordação) detalhada, que inclui a história de vida do paciente, aspectos relativos ao seu corpo, alimentação, histórico de doenças e disfunções. O terapeuta faz então um exame preliminar breve do estado de “encouraçamento” do paciente (saiba mais clicando aqui).

O conceito de couraça tem dois componentes básicos: o físico e o psíquico. “O físico seria o que Reich chamou de ‘couraça muscular’, e o psíquico seria o que chamou de ‘couraça caracterológica’, relacionada aos mecanismos de defesa do ego. Mas Reich sempre frisou que eram dois aspectos de um mesmo todo, sendo o ser humano uma unidade bio-psico-social”, salienta André Carvalho, doutor em História das Ciências e da Saúde pela Fiocruz (RJ) e membro integrante do Núcleo de Psicoterapia Reichiana.

terapia reichiana paciente deitado métodos e princípios

FOTO: iStock.com

Em resumo, a couraça bio-psíquica, para a terapia reichiana, está relacionada a um enrijecimento funcional do indivíduo e do organismo. É como se desenvolvesse uma “armadura” de defesa emocional e física, deixando de reagir à realidade como esta se apresenta. Em outras palavras, a realidade interna está dissociada da externa.

SAIBA MAIS

Terapia breve: os métodos e diferenciais dessa psicoterapia moderna

Terapia Transacional: conheça os métodos utilizados

Entenda a dinâmica dos métodos utilizados na terapia em grupo

Texto: Érica Aguiar / Edição: Érika Alfaro / Consultoria: André Carvalho, doutor em História das Ciências e da Saúde pela Fiocruz (RJ) e membro integrante do Núcleo de Psicoterapia Reichiana