Terapia humanista: conheça essa corrente que aposta na liberdade

A terapia humanista acredita em todo o potencial de seu paciente e mostra que liberdade é sinônimo de responsabilidade. Saiba mais!

None
FOTO: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 14/09/2016 às 10:36
Atualizado às 15:03

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A psicologia humanista surgiu na década de 1950, porém, só ganhou força a partir dos anos 1960 e 1970, como uma reação às ideias defendidas pelas principais teorias da época: a análise apenas do comportamento, defendida pelo behaviorismo, e o enfoque somente no inconsciente, defendido pela psicanálise. Um dos principais nomes dessa teoria foi o americano Abraham Maslow, que acreditava no individual para a autorrealização (nível mais alto da existência humana).

maslow terapia humanista

Pirâmide de Maslow (IMAGEM: Shutterstock/PRODUÇÃO: Mary Ellen Machado)

Maslow criou uma escala de necessidades a serem satisfeitas e, a cada conquista, uma nova necessidade se apresentava – técnica que faria o indivíduo sempre buscar pela sua felicidade e realização. Com base em uma visão do homem diferenciada, essa corrente de pensamento parte do princípio de que o ser humano é o objeto central e que possui em si o que é necessário para o crescimento e realização pessoal.

SAIBA MAIS

Terapia Transacional: conheça os métodos utilizados

Terapia familiar: conheça as técnicas por trás do método

Texto: Nathalia Piccoli Edição: Ana Beatriz Garcia

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.