Tapioca todo dia: ela ajuda na perda de peso e ainda dá um up na saúde!

Perder peso não precisa ser sofrido ou sinônimo de alimentos sem sabor. Com a tapioca todo dia, é possível eliminar os quilinhos extras comendo muito bem!

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/08/2017 às 11:31
Atualizado às 12:37

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A tapioca é saudável, livre de glúten e ideal para garantir mais saciedade. De origem indígena, ela é feita com a fécula extraída da mandioca, e considerada um alimento funcional, ou seja, que ajuda a produzir efeitos metabólicos ou fisiológicos benéficos à saúde. Esse alimento é um ótimo substituto do pãozinho francês, já que possui menos calorias e, com escolhas inteligentes de recheio, pode ser seu aliado na hora de perder peso. Saiba como incluir a tapioca todo dia no cardápio e qual o melhor horário para consumi-la.

Tapioca todo dia

Incluir a tapioca logo no café da manhã é uma estratégia inteligente para está em busca do emagrecimento saudável. Isso porque, além de ser pouco calórica, ela é fonte de carboidrato, que irá garantir energia e disposição para enfrentar as tarefas do dia. Mas não basta ingerir o alimento e esperar que ele faça milagres pela silhueta. É preciso ficar atenta quanto ao recheio e aos acompanhamentos do beiju: quanto mais levinhos e ricos em fibras ou proteínas, melhor para você!

Como escolher?

Após decidir incluir a tapioca todo dia no cardápio, o próximo passo é selecionar os melhores ingredientes que podem compor as receitinhas. “A tapioca é um alimento de alto índice glicêmico e, por isso, é essencial tentar modular sua glicemia. A indicação é acrescentar ingredientes funcionais na massa, como chia, linhaça, semente de gergelim, quinoa em flocos, amaranto em flocos, entre outros”, explica a nutricionista Camila Monteiro. Além de diminuir o índice glicêmico, as fibras presentes nesses acompanhamentos irão garantir saciedade prolongada.

Para selecionar os melhores recheios, a lógica é a mesma: opte pelos funcionais! Segundo Camila, para seguir a estratégia de manter a glicemia linear, o ideal é optar por boas fontes proteicas, como frango, ovos e queijo branco. E pode ficar calma, se você quer uma receita doce, mas sem exagerar nas calorias, nós damos um jeito: opte por banana com canela, geleia light, creme de avelã sem açúcar, morangos picados ou pasta de amendoim integral. Opções não faltam na hora de seguir uma reeducação alimentar que faça bem para o seu corpo e também para a sua mente!

Vai treinar?

A tapioca se tornou uma boa opção para ser consumida antes do treino, uma vez que ela fornece energia (carboidratos) de rápida absorção e fácil digestão. A nutricionista funcional Christiane Bergamasco recomenda que, caso os exercícios sejam intensos, é interessante acrescentar à massa da tapioca uma fonte de fibras, como linhaça, sementes de chia ou aveia, a fim de prolongar o fornecimento de energia e deixar o alimento mais nutritivo.

Mas se você faz parte do grupo que prefere não comer muito antes da malhação, a tapioca também pode ser consumida após os treinos intensos. “No pós-treino, não há necessidade de adicionar a fibra, já que o corpo, após o exercício, precisa da absorção mais rápida de glicose para repor a energia perdida”, explica a nutricionista Carolina Favaron. Para esse momento, o interessante é aliar esse ingrediente com uma fonte de proteína.

Consultoria: Camila Monteiro e Carolina Favaron, nutricionistas; Christiane Bergamasco, nutricionista funcional

LEIA TAMBÉM