Tapioca nutritiva: acrescente grãos e cereais à massa e ganhe saúde!

Quer aprender a fazer uma tapioca nutritiva e funcional? Basta acrescentar alimentos como aveia, chia e linhaça no preparo da massa!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/03/2017 às 18:42
Atualizado às 12:37

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Cereais integrais, castanhas, sementes, verduras e frutas são alguns dos ingredientes que auxiliam no melhor funcionamento do organismo e, quando agregados à tapioca, deixam a refeição mais completa. “Para reduzir a carga glicêmica é interessante acrescentar chia, farinha de linhaça ou farinha de coco na massa, para deixar a tapioca nutritiva. Assim, você emagrece mais rápido e a tapioca fica funcional, somando fibras na alimentação”, detalha Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular.

tapioca nutritiva feita com grãos e cereais

Foto: iStock.com/Getty Images

Tapioca nutritiva: unindo o útil ao agradável

A tapioca, apesar de ser um alimento interessante para variar o cardápio, tem o aspecto negativo de não possuir fibras, essenciais para o processo de eliminação de toxinas do organismo. Para mudar isso, acrescentar grãos integrais à massa é uma ótima saída, pois, além de enriquecer o prato, vai deixá-lo ainda mais saboroso e versátil. Conheça as melhores opções de ingredientes para adicionar à tapioca:

Aveia

Ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL), diminui a absorção do açúcar das refeições, controla o diabetes e reduz a pressão arterial. Também elimina o inchaço abdominal, já que é uma ótima aliada contra a prisão de ventre.

Linhaça

Auxilia no funcionamento do intestino, aumenta a saciedade e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares. Além disso, possui propriedades que são ideais para mulheres que sofrem com os efeitos da menopausa e tensão pré-menstrual.

Chia

É rica em cálcio, zinco, cobre, magnésio, potássio e vitaminas responsáveis por fortalecer o sistema imunológico. Também é fonte de antioxidantes e ômega 3, uma gordura benéfica para o bom funcionamento do cérebro e do coração.

Consultoria: Bruna Quaglio, nutricionista clínica e especialista em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Universidade de São Paulo (USP); Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular, do Rio de Janeiro

LEIA TAMBÉM