ESTILO DE VIDA

Tabagismo é causa de diversas doenças: confira os males do cigarro!

Você sabia que o tabagismo causa doenças? O problema atinge milhões de pessoas ao redor do mundo e é a maior causa de mortes evitáveis

None
Você sabia que o tabagismo causa doenças? Descubra os malefícios desse hábito. FOTO: iStock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/04/2018 às 17:02
Atualizado às 17:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quem fuma encontra diversos motivos para acender um cigarro. Alguns até sabem sobre os prejuízos que ele causa à saúde, mas assumem os ricos e continuam com o hábito. O tabagismo causa doenças, porém, os seus malefícios são tantos que muitos permanecem desconhecidos, e estão atingindo pessoas cada vez mais jovens. A seguir, confira informações sobre o cigarro, os perigos que ele representa e dados estatísticos sobre o tabagismo no Brasil e no mundo. E lembre-se de que sempre é possível parar de fumar!

Causa evitável

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável. Estima-se que, no mundo, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas adultas sejam fumantes. No Brasil, segundo dados de 2008 da Pesquisa Especial de Tabagismo (Petab), do IBGE, 17,5% da população a partir de 15 anos é fumante, o que equivale a 25,5 milhões de pessoas. Não existem medidas que amenizem os problemas causados pelo tabagismo se o fumante continua com o hábito. “Quem fuma tem que parar de fumar. De nada adianta tentar medidas alternativas para minimizar os efeitos nocivos do cigarro”, destaca o cardiologista Roque Savioli.

Substâncias tóxicas

Ao fumar, são introduzidas no organismo mais de 4.700 substâncias tóxicas e pelo menos 69 são cancerígenas. Algumas são estimulantes e levam ao vício, como a nicotina. Confira as principais:

Mulheres sofrem ainda mais

Segundo pesquisa publicada no periódico científico The Lancet, os efeitos nocivos do cigarro são mais perigosos para as mulheres. O estudo se baseou em dados levantados durante 30 anos de pesquisas e concluir que mulheres fumantes correm 25% mais risco de sofrerem de doenças cardíacas do que os homens. Ao todo, 2,4 milhões de pessoas participaram das pesquisas analisadas pelas universidades de Minnesota e John Hopkins, nos Estados Unidos. Os pesquisadores ainda não descobriram por que o sexo feminino é mais afetado pelos prejuízos do tabagismo.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Roque Savioli, cardiologista

LEIA TAMBÉM: