ESTILO DE VIDA

Como superar as dificuldades no relacionamento? Veja aqui

Religião diferente, distância, trabalho... Como superar as dificuldades no dia a dia do relacionamento.

None
iStock.com e Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/08/2016 às 13:01
Atualizado às 15:15

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

São muitas as questões que podem atrapalhar um amor. Mas é possível contorná-las e vencê-las se o sentimento for verdadeiro. Você vive dificuldades no relacionamento? Então, veja as dicas dos nossos especialistas que podem ajudar você a superá-las!

casal se reconciliando

iStock.com e Getty Images

Família no caminho

É comum encontrar casais que não suportam a rejeição da família ao parceiro ou parceira e acabam dando um ponto final na relação. Mas isso pode ser revertido. “O casal, já adulto, não tem que se preocupar com a família, e sim com o que sentem um pelo outro. Deve-se se usar a emoção, a razão, para poder viver tudo aquilo. Devem tentar porque senão jamais saberão se a relação vai ou não dar certo”, diz Leonard F. Verea, psiquiatra e hipnólogo. Juliana Serbeto, sócia do portal Exnap, especializado em relacionamentos, complementa a ideia e acredita: “a atenção deve ser para o motivo que leva a família a desaprovar o relacionamento. Quando estamos apaixonadas, ficamos cegas para algumas questões. Ouça e reflita se o que incomoda tem a ver com o caráter, com mentiras, problemas com violência, desleixo e abandono com você. Mas vale a pena lutar quando os obstáculos surgem por causa da raça, finanças, religião ou cultura. A escolha é sua, e você será responsável pelas consequências”.

Distância física

Com a ajuda da tecnologia (aplicativos de telefone e computador), ela não deve mais ser um problema que venha impedir uma relação. Mas, mesmo tendo essa aliada, algumas pessoas não conseguem superar o momento de solidão, da falta do parceiro. “O segredo é fazer-se presente. Neste caso, é um relacionamento que necessitará de calma e muita sintonia para que dê certo. E quando se namora a distância, você tende a sentir mais só. Para resolver este obstáculo é importante empenho. Isso quer dizer: ter vida própria, amigos, família, sair para se divertir, amando a si mesma e à sua vida. E empenhar-se em cuidar da relação”, aconselha Juliana.

Sem ciúme

“O ciúme é a manifestação de insegurança. É preciso aprender a lidar com essa insegurança do parceiro para ajudá-lo a mudar. Isso por meio de um comportamento maduro, com atitude, ética e postura dentro da relação”, explica o psiquiatra. Juliana complementa: “a posse e o ciúme andam juntos e podem levar você a não viver sua própria vida. Fortalecer o vínculo e dar liberdade da escolha é importante para manter uma relação saudável”, afirma.

casal em clima de romance

iStock.com e Getty Images

A sombra do(a) ex

De fato, não podemos apagar o passado. Mas ter privacidade com a nova relação, sem o fantasma do(a) ex presente, é fundamental. “Ex são passado, melhor deixá-los lá. Mesmo que o outro diga que está tudo bem, na verdade, sempre será algo que incomodará. Bom é seguir em frente. Companheirismo e confiança, mais uma vez, são as palavras-chaves”, diz Juliana.

Respeito à religião

Muitos casais entram em conflito por divergências religiosas. No entanto, o importante é ter tolerância para poder viver bem. “Os obstáculos culturais e religiosos só são um problema se a intolerância predominar. O mais importante é nunca impor 100% a sua ou se anular pela dele. Mantendo a mente aberta pode se tornar um ganho e um aprendizado”, enfatiza a especialista.

VEJA TAMBÉM

Relação sem futuro: como saber e o que fazer

Confira 25 dicas para esquentar a relação

Diferença de idade não é problema para o relacionamento

Trabalho e estudo

Algumas pessoas precisam mudar de cidade, estado ou até país para estudar ou trabalhar. Vale a pena continuar numa relação com essa questão? “Se existir um equilíbrio nas expectativas e se a situação for passageira, vale. São escolhas e acordos que precisam ser cumpridos com carinho e parceria. Se relacionar com quem está apenas focado em trabalho ou estudo, e não dispõe de tempo pra relação, pode ser mais complicado do que parece”, finaliza Juliana.

Texto Márcio Gomes/Colaborador Consultoria: Leonard F Verea, psiquiatra e hipnólogo. Juliana Serbeto, sócia- executiva do site especializado em divórcio Exnap.