Suco de caixinha ou natural? Nutricionista tira as suas dúvidas

Quer saber se o suco de caixinha é tão bom quanto o suco natural para a dieta e a saúde? Tire essa e outras dúvidas a seguir!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/08/2016 às 18:43
Atualizado às 12:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Suco de caixinha ou natural? Açúcar ou adoçante? Pode coar ou não? A nutricionista Ruliane Bittencourt esclarece essas dúvidas para você aproveitar todos os benefícios da bebida e perder peso com saúde!

suco natural ou suco de caixinha?

Foto: iStock.com/Getty Images

Como adoçar

O ideal é beber o suco sem adicionar nenhum tipo de açúcar. Isso porque as frutas já contêm o seu açúcar natural, conhecido como frutose, que auxilia na absorção dos nutrientes pelo corpo e mantém a glicose controlada. Como muitas pessoas não têm o hábito de ingerir bebidas sem adoçar, a nutricionista Ruliane Bittencourt aconselha evitar o açúcar refinado, que pode ser substituído por 1 colher (chá) de mel, ou 2 colheres (chá) cheias de açúcar mascavo ou 4 gotas de adoçante.

SAIBA MAIS

Sucos naturais: 10 razões para inclui-los no cardápio!

Quais são as frutas e os shakes ideais para cada hora do dia?

Vença o efeito platô na dieta!

Pode coar ou não?

“Quando o suco é coado, deixamos de consumir parte de suas fibras, que dentre outras funções, regulam o intestino, propiciam saciedade e controlam níveis de colesterol e glicemia no sangue”, explica Ruliane. Caso o suco fique com uma consistência muita grossa, acrescente mais um pouco de água ou outro líquido utilizado na hora do preparo. Agora, se a bebida ficar rala demais, bata o suco novamente, acrescentando outro pedaço de fruta.

Suco de caixinha X suco natural

Em quantidade de nutrientes, os sucos naturais levam vantagem sobre o suco de caixinha. Além de conter vitaminas, sais minerais e fibras, a bebida não possui conservantes nem aditivos químicos, o que favorece o bom funcionamento do organismo. Quanto à quantidade de calorias ingeridas, algumas marcas saem na frente com produtos light e diet, que têm valor calórico reduzido se comparados às bebidas feitas naturalmente.

Polpa congelada: é uma excelente opção para preparar sucos com diferentes tipos de frutas, mesmo as que estão fora de época ou que são de outra região do país. Outro benefício é que o resfriamento ajuda a conservar os nutrientes contidos no alimento.

Embalagem de caixinha: apesar de artificial, conserva melhor a bebida, protegendo da luminosidade e aumentando a data de validade do produto.

Garrafas plásticas: para você não correr o risco de ingerir um suco contaminado pelos resíduos da embalagem, verifique se o plástico é feito a partir de um material de alta qualidade. Para isso, a garrafa deve ser resistente e não pode estar amassada.

Sucos concentrados: vendidos em garrafas de vidro, não são considerados boas opções de consumo, pois os nutrientes das frutas ficam comprometidos devido ao processo de industrialização.

Em pó: contém muito corante e substâncias químicas para conservar o produto, por isso não é recomendado ingeri-lo no dia a dia. Além disso, os sucos em pó não possuem nenhum tipo de nutriente em sua composição. Outro ponto negativo dessa opção é a quantidade de adoçante presente na composição, que, em excesso, pode prejudicar a saúde.

Texto: Jacque Lopes | Consultoria: Ruliane Bittencourt, nutricionista do Espaço Zen Vertical, do Rio de Janeiro (RJ), www.espacozenvertical.com.br; Fernanda Machado Soares, nutricionista do Rio de Janeiro (RJ); www.fernanda-machado.com