Saiba como se exercitar com a caminhada

Especialistas orientam sobre como começar a atividade física sem prejudicar o organismo

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/01/2013 às 09:00
Atualizado às 21:05

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Existem várias maneiras de deixar o sedentarismo para trás e embarcar em uma vida mais saudável. A caminhada é uma das atividades físicas mais indicadas para quem quer começar a se exercitar, pois não é de alta intensidade, conforme explica o educador físico Lucas Salia Santos.

Além de elevar a qualidade de vida da pessoa, a caminhada auxilia no combate aos males do organismo como pressão alta, colesterol alto, diabetes e insônia. E, ao caminhar com regularidade, é possível diminuir o risco de acidente vascular cerebral (AVC), varizes, lombalgia e arterioesclerose.

pessoa pratica caminhada

Foto: Thinkstock/Getty Images

Mas, antes de sair caminhando por aí, é preciso procurar um cardiologista e um personal trainer para receber orientações e não prejudicar o corpo. A personal trainer Iamara Ferres destaca a importância do uso de um tênis apropriado para atividade. “O ideal seria um modelo com sistema de amortecimento para diminuir o impacto da pisada e proteger as articulações”, diz.

Alimentar-se bem é indispensável. Iamara recomenda “um copo de suco meia hora antes da caminhada e logo após o término”. O organismo precisa estar hidratado e nunca em jejum. O alongamento também é essencial. Faça uma série de posições para esticar o corpo.

Veja dicas de como alongar o corpo.

Para iniciantes, Lucas indica 30 minutos de caminhada cinco vezes por semana. “Comece com terrenos planos e, com o passar do tempo, implemente subidas, descidas, mudanças de terrenos”, aponta. Se você for caminhar ao ar livre, prefira horários com temperaturas mais amenas, como antes das 10h e depois das 16h. “O calor excessivo acaba limitando seu treinamento”, completa Iamara.

Apesar das características mais suaves, a caminhada causa impacto nas articulações. A personal não indica a atividade para pessoas com problemas frequentes no quadril, joelho, tornozelo ou pé, pois há chances de agravar a complica ção.

Consultoria
Lucas Saliados Santos, educador físico (CREF:009280-G/SP)
Iamara Ferres, personal trainer (CREF: 028281 G/SP)

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.