Remédios naturais são indicados para o controle da ansiedade

Aprenda mais sobre os remédios fitoterápicos e homeopáticos, além de suas ações no controle e combate à ansiedade e estresse

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/11/2016 às 10:26
Atualizado às 11:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Há dias em que tudo parece fugir do controle. As atividades não saem como o esperado, imprevistos tomam conta do tempo e até mesmo a mente parece não estar colaborando para que tudo corra bem, trazendo diversos problemas e preocupações à tona. Nesses momentos, onde o estresse e a ansiedade estão a mil por hora, é possível contar com um pequeno auxílio de remédios naturais que, além de a maioria não precisar de indicação médica, são altamente eficazes no incentivo ao relaxamento mental e corporal.

Remédios naturais são indicados para o controle da ansiedade

FOTO: Shutterstock

Vantagens

Certamente o principal benefício dos medicamentos naturais é que eles não causam dependência, como aqueles que contêm mais componentes artificiais. Além disso, eles são menos agressivos à saúde, por exemplo, evitando problemas estomacais decorrentes de elementos químicos.

Remédios fitoterápicos X homeopáticos

Há quem pense que são a mesma coisa, mas existe uma grande diferença entre eles:

Fitoterápicos: são medicamentos derivados exclusivamente de elementos vegetais, sendo uma alternativa eficaz para quem não deseja fazer uso de remédios industrializados. “Optar por fitoterápicos, além da eficácia, as contraindicações são pequenas, desde que usados em dosagens adequadas”, aconselha o fitoterapeuta André Resende. Porém, existe uma contraindicação importante: as gestantes não devem fazer o uso deste tipo de medicamento, pois alguns podem causar efeitos colaterais durante a gravidez, como parto prematuro.

Homeopáticos: neste caso, o tratamento é feito com base na deficiência de saúde que o paciente apresenta. Por exemplo, caso haja uma alergia a um determinado elemento, ‘doses homeopáticas’, ou seja, ‘doses mínimas’ do agente causador são introduzidas no organismo através de medicamentos específicos que são prescritos individualmente para cada pessoa, a fim de que de certa forma o corpo “se acostume” com a substância e passe a aceitá-la normalmente.

LEIA TAMBÉM

Texto e entrevista: Paula Santana – Edição: Augusto Biason/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.