ESTILO DE VIDA

Conheça os remédios mais indicados em casos de ansiedade

Em alguns casos, os medicamentos são necessários para controlar a ansiedade e deixar a mente tranquila. Veja os remédios mais usados no tratamento.

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/09/2016 às 19:01
Atualizado às 20:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Remédios que agem no sistema cerebral têm como objetivo controlar os sintomas da ansiedade. As drogas mais comuns são os ansiolíticos, isto é, os tranquilizantes, tanto benzodiazepínicos (BZSD) quanto não-BZD; antidepressivos; estabilizadores de humor; e antipsicóticos.

Quando a intenção é uma redução rápida dos sintomas, em questão de horas, as drogas mais usadas são os benzodiazepínicos. Já para uma resposta a longo prazo, usa-se medicação antidepressiva chamada de inibidor seletivo de recaptação da serotonina, uma substância produzida naturalmente pelo organismo e responsável pelo humor.

Conheça os remédios mais indicados em casos de ansiedade

FOTO: Shutterstock.com

“Muitas vezes, o que se faz é combinar essas duas medicações no começo do tratamento porque os antidepressivos demoram algumas semanas pra fazer efeito. Nesse tempo, é possível controlar a ansiedade da pessoa com benzodiazepínico. Na medida em que a medicação antidepressiva está funcionando, começa a surtir o efeito terapêutico. Assim, se retira gradualmente o benzodiazepínico”, explica Neto.

Existe um grande debate sobre até que ponto os remédios fazem bem ou mal ao organismo. No entanto, o que se deve destacar é o uso correto de cada prescrição. “Nenhuma substância química faz mal se levarmos em consideração quantidade, qualidade e indicação. As medicações psiquiátricas precisam ser utilizadas com rigor de conhecimento por quem prescreve, com orientações minuciosas do uso adequado”, explica Stefano. A psiquiatra também ressalta que é fundamental que o paciente respeite e siga corretamente todas as orientações médicas.

Os remédios que agem no cérebro

  • Benzodiazepínicos: atuam no sistema gabaérgico, que inibe o sistema nervoso central
  • Inibidores seletivos de recaptação da serotonina: fazem com que a serotonina envolvida na sinapse dos neurônios permaneça por mais tempo na fenda sináptica, gerando o efeito antidepressivo.

Veja mais:

Terapias podem ser mais eficazes no tratamento da ansiedade

5 terapias alternativas indicadas no tratamento da ansiedade

Ansiedade: conheça as psicoterapias indicadas no tratamento

Consultorias: Maria Cristina De Stefano, psiquiatra; Mario Rodrigues Louzã Neto, psiquiatra e médico assistente e coordenador do Programa de Esquizofrenia (Projesq) e do Programa de Déficit de Atenção e Hiperatividade (PRODATH) no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Texto: Natália Negretti

Entrevistas: Giovane Rocha/Colaborador e Natália Negretti

Edição: Augusto Biason/Colaborador