Infecção urinária: previna e trate com chás caseiros

O problema pode ser causado por diversos fatores. Entenda o que é a infecção urinária, saiba como prevenir e confira receitas naturais.

None
Fique de olho nos sintomas e amenize o incômodo com remédios caseiros| Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/05/2017 às 13:00
Atualizado às 13:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Dor, sensação de bexiga cheia mesmo tendo acabado de utilizar o banheiro e queimação ou ardência ao urinar são apenas alguns sintomas de um problema cada vez mais comum: a infecção urinária. Ela se caracteriza pela presença de micro-organismos no aparelho urinário. Em geral, é causada por bactérias (embora também possa ser desencadeada por vírus e fungos) que entram pela uretra. Os micro-organismos podem se instalar na própria uretra e próstata ou avançar para a bexiga e, em casos mais raros, atingir os rins.

Apesar de predominar nas mulheres, homens também podem ter infecção urinária. O problema ocorre, na maioria dos casos, após relações sexuais. No entanto, higienização inadequada do corpo e de ambientes como banheiros, gravidez, diabetes e doenças neurológicas também podem ser causadores da infecção urinária, uma vez que expõem o organismo a bactérias ou dificultam o funcionamento dos mecanismos de esvaziamento da bexiga.

Ao notar qualquer algum dos sintomas descritos acima, o ideal é procurar um médico especializado para fazer o diagnóstico com exames de urina. Em alguns casos, especialmente em crianças e pessoas com histórico de infecções urinárias, pode ser solicitado pelo médico uma ultrassonografia para detectar se há defeitos congênitos das vias urinárias. Para prevenir e ajudar no tratamento desse problema, você pode contar com a ajuda de alguns remédios caseiros:

Algumas atitudes preventivas também podem evitar o problema:

  • Beba bastante líquido. Pelo menos 2 litros por dia, de preferência água;
  • Sempre que sentir vontade, vá ao banheiro, evite ficar segurando;
  • Use preservativos em todas as relações sexuais;
  • Evite o uso de antibióticos sem prescrição médica;
  • Urine sempre após as relações sexuais.

CONSULTORIA: Mara Diegoli, ginecologista e obstetra

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.