ESTILO DE VIDA

Relaxar pode ser a maneira mais eficaz de prevenir o estresse

Não deixe os sintomas do estresse se acumularem. Veja a importância de relaxar e como os florais de Bach podem ajudar a combater esse transtorno.

None
Imagem: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/08/2016 às 18:56
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Relaxar não é necessariamente uma terapia e muito menos requer um especialista para auxiliar no processo. A mestre em psicologia Maura de Albanesi aconselha que a maneira mais eficiente de se precaver contra os prejuízos causados pelo estresse é descobrir e definir o ritmo de vida mais confortável para você e respeitá-lo.

“Temos 24 horas por dia, oito para dormir, oito para trabalhar e oito para lazer. Começar a inverter demasiadamente esses tempos o colocará sob estresse”, sugere a especialista. Por isso, é importante não se cobrar tanto por resultados e saber aproveitar os momentos do seu dia, buscando estar sempre relaxado.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Os florais de Bach

Outro tratamento que tem o objetivo de promover o equilíbrio das emoções e relaxar é a terapia floral, que consta na administração de algumas gotas diárias de uma solução que mistura propriedades das flores. “Para a segurança do paciente, somente os profissionais que têm a formação de pós-graduação em terapia floral podem indicar o tratamento”, informa a terapeuta especialista em florais Viviani Farah.

Qualquer pessoa pode se beneficiar da terapia, já que não há contraindicação nem efeitos colaterais. Segundo a especialista, eles podem ser usados junto a outros medicamentos e um dos objetivos, inclusive, pode ser o de fazer o paciente abandonar os remédios que causam efeitos colaterais. Os mais conhecidos são os Florais de Bach, assim chamados por terem sido desenvolvidos pelo médico inglês Edward Bach na década de 1930.

Ao todo, são 38 essências indicadas para controlar emoções. A quantidade e a combinação entre elas são prescritas pelo especialista, bem como a frequência de uso e a duração do tratamento. “Cada paciente é único, com sua história particular. É preciso tratar o doente, e não a doença”, complementa a terapeuta.

Veja mais:

Contra o estresse: remédio ou opções alternativas?

Entenda definitivamente o que é o estresse

Dicas úteis para controlar o estresse

Consultorias: Maura de Albanesi, mestre em psicologia e religião pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC–SP), em São Paulo (SP); Patricia Mekler, responsável pelo serviço de psicologia do Hospital Sepaco, em São Paulo (SP); Rodrigo Pessanha, psiquiatra; Viviani Farah, terapeuta especialista em florais.

Texto e entrevistas Giovane Rocha/Colaborador e Natália Negretti – Edição: Augusto Biason/Colaborador