Quer motivos para reeducar sua alimentação? Confira 5 que irão te ajudar!

Muitas vezes a reeducação é fundamental na dieta, pois alguns alimentos precisam ser cortados. Caso esteja difícil de começar, confira algumas dicas!

None
Antes de ir ao supermercado faça uma listinha do que realmente precisa Foto Shuttstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/04/2017 às 13:00
Atualizado às 13:43

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Precisa de motivação para mudar sua dieta? Não sabe como recomeçar ou como fazer uma reeducação alimentar? Então confira abaixo 5 motivos que irão te ajudar conseguir novos hábitos alimentares!

carrinho de supermercado

Reeducar o cardápio é difícil, porém é necessário sempre – Foto Istock.com/Getty images

1. Emagreça com saúde

O fundamental é ter a noção de que a reeducação alimentar não se propõe a retirar alimentos do cardápio, apenas ensina como se alimentar de forma mais saudável. Ou seja, é possível continuar comendo doces, mas de maneira mais controlada. Dessa forma, o resultado é certo: a perda de peso sem comprometer a saúde. “O primeiro passo é saber que alimentos devem ser consumidos: compre o necessário no supermercado, agilize o preparo em casa, faça a escolha certa no restaurante. A refeição mais importante é o café da manhã e ele pode ser muito prático”, ensina a nutróloga Tamara Mazaracki.

2. Qualidade de vida

“Reeducação alimentar é a chave que abre as portas para uma vida saudável. Quem aprende a comer certo fica livre de dietas ioiô, sente muito mais energia, malha melhor, fica com o cérebro mais ágil e a pele mais bonita”, explica a nutróloga. Então, controlar as vontades e aprender a não consumir muitos alimentos calóricos e gordurosos contribui para uma maior qualidade de vida.

mulher segurando uma maçã e uma rosquinha

Na reeducação alimentar não é precisa cortar os alimentos, basta aprender como e quando comê-los Istock.com/Getty images

3. O corpo agradece!

“Além de ajudar a emagrecer, uma dieta rica em alimentos saudáveis estimula o funcionamento do aparelho digestivo, permite que a reserva orgânica de antioxidantes seja suficiente para combater os radicais livres – responsáveis pela oxidação celular que leva ao aparecimento de processos degenerativos e doenças -, colabora para a saúde dos olhos, ossos, articulações, cérebro, coração e vasos sanguíneos e aumenta o vigor, a disposição e o nível de energia”, esclarece Tamara.

4. Não é sacrificante!

Muitas pessoas podem pensar que se alimentar de forma correta é algo difícil. Porém, substituir guloseimas por comidas mais saudáveis não é, nem de longe, uma tarefa chata. Olha só o que a Tamara diz: “os últimos estudos mostraram que é essencial comer uma boa dose de proteína na primeira refeição do dia – que tal começar o dia com ovos cozidos? Após um dia de trabalho, o jantar pode ser uma sopa quentinha e substancial, ou uma bela salada incrementada com alguma iguaria”. Quem disse que comer certo precisa ser desgastante ou sem graça?

prato de salada e um caderno

Se precisar anote tudo que você está comendo ou matenha seu plano alimentar num carderninho Foto Shutterstock.com

5. Sempre jovem

Frutas, hortaliças, legumes, sementes oleaginosas, grãos, cereais integrais e proteínas magras não podem ficar de fora em um programa de reeducação alimentar. “Estes alimentos contêm um verdadeiro arsenal de substâncias poderosas – fitonutrientes, vitaminas e sais minerais – com ação antioxidante e antienvelhecimento”, afirma Tamara. Além disso, alimentos fermentados, como iogurte e missô, contribuem para o bom funcionamento intestinal e fortalecimento do sistema imunológico, reforçando as defesas do corpo contra vírus, bactérias, fungos e substâncias tóxicas, que acabam acelerando o envelhecimento.

Consultoria Tamara Mazaracki, nutróloga

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.