ESTILO DE VIDA

Qual tratamento estético escolher? Veja as opções!

Eliminar as gorduras por meio de exercícios físicos parece impossível? Veja como as intervenções estéticas acabam sendo uma saída

None
Foto Paulo Neto/Colaborador

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/08/2016 às 19:31
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Algumas vezes eliminar as gorduras por meio de exercícios físicos e dieta parece impossível? É aí que entram as intervenções estéticas! “Associados a uma boa alimentação e a atividade física, os tratamentos produzem melhores resultados. Alguns deles, mesmo isolados, já apresentam melhora”, afirma a dermatologista Carolina Hespanhol. Confira alguns exemplos!

drenagem

Foto Paulo Neto/Colaborador

Criolipólise

Um equipamento é usado para destruir as células de gordura, chamadas de adipócitos, por meio de temperaturas muito baixas, congelando a camada gordurosa. Ao se romperem, as células são eliminadas naturalmente pelo organismo. No entanto, a técnica é contraindicada para gestantes, pessoas não saudáveis, com alergia ao frio ou com flacidez. O tratamento não serve para obesidade ou sobrepeso, apenas para gordura localizada.

Drenagem linfática

Ajuda principalmente a acabar com a retenção de líquidos no organismo, combatendo o inchaço. O tratamento consiste em pelo menos 10 sessões e a drenagem manual é relaxante. “A drenagem também ameniza a celulite, que é formada por excesso de líquido, má circulação e gordura localizada”, acrescenta a fisioterapeuta Renata Vasconcelos.

Ultrassom

É usado para quebrar gordura, que posteriormente é eliminada naturalmente pelo corpo, e para estimular a produção de colágeno, combatendo a flacidez. Apresenta melhores resultados quando combinado com outros tratamentos estéticos e pode ser realizado uma vez por semana ou a cada duas semanas. É contraindicado para grávidas, pessoas com feridas na pele, colesterol ou triglicérides descontrolados e mau funcionamento do fígado.

Lipoaspiração

É um procedimento cirúrgico, indicado apenas para gordura subcutânea, localizada logo abaixo da pele, e não para sobrepeso. Essa é uma técnica invasiva e, por isso, demanda muita atenção. No procedimento, uma cânula é inserida no local em que se quer remover a gordura, que é aspirada, modelando a região. O resultado é imediato, porém necessita de cuidados pós-operatórios. A lipoaspiração é contraindicada para pessoas com hipertensão grave, cardiopatia, hepatopatia severa, colagenose e que usam corticoides e imunossupressores.

Atenção!

Antes de se submeter a qualquer tratamento estético, o ideal é procurar por clínicas de confiança, que tenham profissionais capacitados. Especialmente no caso de cirurgias, como a lipoaspiração, é importante desconfiar de preços muito baixos e fazer uma visita ao estabelecimento, conferindo se é autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Para outros tratamentos, certifique-se de que os profissionais são especializados.

Saiba mais:

Descubra os efeitos do consumo exagerado de gorduras

Entenda como funciona a lipo sem cortes

Quando operar a tireoide, você sabe?

Consultoria Carolina Hespanhol, dermatologista; Renata Vasconcelos, fisioterapeuta