Psicoterapia ajuda no tratamento do transtorno bipolar

Quando uma pessoa apresenta problemas com fundo psicológico, como é o caso do transtorno bipolar, a psicoterapia pode trazer benefícios para o paciente

None
Foto: iStock e Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/11/2016 às 13:01
Atualizado às 12:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando uma pessoa apresenta problemas com fundo psicológico, como é o caso do transtorno bipolar, o tratamento baseado no diálogo e na observação, conhecido como psicoterapia, pode trazer benefícios para o paciente. “Essa alternativa pode ser utilizada para tratar problemas de ordem emocional de todos os tipos, que podem estar relacionados a doenças físicas, próprias ou familiares, e dificuldades de relacionamento de uma forma geral, além de problemas no estudo e no campo profissional”, explica a psiquiatra Célia Cortez. Descubra porque a psicoterapia pode ser um aliado no combate ao transtorno bipolar.

mulher-diva-medico-psicologo-psicoterapia-tratamento

Foto: iStock.com/Getty Images

Psicoterapia é uma ajuda importante

A psicoterapia é fator indispensável para tratar os sintomas do transtorno bipolar. “Ela facilita a tomada de consciência do humor alterado e dá subsídios para o aumento do autocontrole e autoconhecimento, fundamentais para minimizar os danos sociais, afetivos e familiares decorrentes dessa doença”, justifica Erica Aidar, psicóloga. Através dessa alternativa psicológica, conforme afirma Célia, o paciente pode ser incentivado a realizar caminhadas para ajudar na fase depressiva, e mudanças no estilo de vida, com atividade física regular e evitando estar em ambiente e situações estressantes.

Contudo, em primeiro lugar, é necessário ter consciência de que o transtorno bipolar é uma doença psiquiátrica e que precisa de tratamento medicamentoso, sendo que a psicoterapia funciona como tratamento complementar. “É fundamental normalizar as funções mentais do paciente (ansiolíticos e antipsicóticos ou antidepressivo) antes de iniciar qualquer tratamento psicológico”, complementa a psiquiatra.

mulher-deitada-diva-medico-psicologo-terapia-psicoterapia

Foto: Shutterstock

Monitoração de humor

Um dos aspectos utilizados pela psicoterapia para auxiliar no tratamento do paciente com quadro de transtorno bipolar é o chamado método de monitoração de humor. “Ele depende da observação do paciente por ele mesmo (a chamada auto-observação) e pela família, de forma a reconhecer alguma alteração do humor ou do comportamento que esteja indicando a evolução para um episódio de depressão ou mania”, conta Célia. Esta técnica é importante, pois traz grande aumento de consciência, facilitando a compreensão do paciente quanto a realidade em que se encontra.

Consultoria Célia Cortez, psiquiatra

LEIA TAMBÉM: