ESTILO DE VIDA

Problemas auditivos podem ser detectados em bebês de 0 a 4 meses. Saiba como!

A boa audição na infância é fundamental para o desenvolvimento de todas as crianças. Saiba identificar se seu filho apresenta problemas auditivos.

None
FOTO: Suttherstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/08/2016 às 13:01
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A boa audição na infância é fundamental para o desenvolvimento e comunicação de todas as crianças. Para garantir esse benefício, é necessário que os pais estejam sempre atentos ao menor sinal de problemas auditivos.

Segundo a especialista Tanit Ganz Sanchez, otorrinolaringologista e presidente do Instituto Ganz Sanchez,a identificação de problemas auditivos em crianças de 0 a 4 anos é mais fácil quando o caso é grave, mas pode passar despercebida quando o problema é menor.

FOTO: Suttherstock Images

FOTO: Suttherstock Images

Atualmente, ainda na maternidade, o bebê deve fazer o teste da orelhinha, que é eficiente como triagem auditiva, mas não dá ideia de quantidade da perda auditiva. Por isso, além da consulta médica com otorrinolaringologista para avaliação completa dos ouvidos, nariz e garganta, o diagnóstico pode ser confirmado com a Audiometria Infantil Condicionada com Reforço Visual.  Segundo a especialista, o exame, quando bem feito, dá informação confiável para os profissionais sobre as necessidades do bebê. “É possível verificar o desenvolvimento normal da audição, da fala e da linguagem, detectar a deficiência auditiva, mesmo que seja de grau leve, o mais precocemente possível, comparar o resultado da cirurgia para colocação de tubo de ventilação nos ouvidos, que é usado para tratar da otite secretora ou ‘catarro no ouvido’ e, como ponto principal, ajudar na reabilitação auditiva”, complementa a médica.

Seu filho ouve bem?

Confira alguns sinais que são encontrados em crianças com problemas auditivos:

  • Demoram a falar ou quase não conversam
  • Não respondem rapidamente às perguntas
  • A TV fica com volume mais alto que o necessário
  • Responde ou fala com frequência “o quê? hã?”
  • A criança projeta ou se posiciona com um dos ouvidos para a frente quando está ouvindo
  • Rendimento escolar pode ser pior
  • Crianças menores parecem desatentas
  • Os pequenos não respondem visualmente, ou seja, não olham para os adultos quando são chamados
  • Na dúvida, investigue a mais, não a menos! Isso é um ato de amor

VEJA MAIS

Como identificar problemas de audição

Como estimular a audição dos seus filhos

Primeiros testes: cuidados com o bebê