Porto: deguste a cidade sem moderação!

Esculpido pelas margens rio Douro, a cidade do Porto possui os melhores e mais tradicionais vinhos, além da maior hospitalidade de Portugal.

None
O Porto é a segunda maior cidade de Portugal. Foto: Wikimedia Commons/Pedro

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/04/2018 às 16:01
Atualizado às 14:17

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Pense se não seria inesquecível: você sentado à beira do rio Douro, ao lado dos barcos Rabelo, saboreando bolinhos de bacalhau e bebendo um encorpado vinho do Porto. À sua volta, casas antigas e coloridas são separadas por ruelas de paralelepípedos. No horizonte, altas pontes arque- adas, as caves que processam os vinhos e gaivotas voando rumo ao encontro do rio Douro com o mar… Esse é o Cais da Ribeira, um cantinho fascinante da cidade do Porto. A região, antes nobre e elegante, deu lugar ao charmoso espaço, sem perder seu encanto, que cada vez mais conquista os turistas.

O Porto é imperdível

O Porto é a segunda maior cidade portuguesa e faz com que nós, brasileiros, que adoramos o litoral, nos sintamos verdadeiramente em casa. E o melhor: em plenas férias! Com jeitinho informal e excelente hospitalidade, a cidade envolve com seus sabores inigualáveis, com suas histórias antigas, com a elegante arquitetura e as belezas naturais que só ali existem. Em geral, os visitantes programam apenas um dia na cidade, mas para conhecer tudo que o Porto oferece, sem deixar passar nenhum de seus elegantes caminhos, o ideal é ficar três. Seja quanto tempo tiver, visitar as Caves de Vila Nova de Gaia e caminhar pelo Centro Histórico e pelo bairro da Ribeira são programas indispensáveis. Prepare-se para andar e cansar, afinal, Porto é cheia do que fazer e de subidas e descidas. Mas mesmo cansado, você não vai se arrepender!

Foto de Vila Nova de Gaia, na região metropolitana da Cidade do Porto.

A cidade do Porto foi fundada em 1123. Foto: Wikimedia Commons/Rititaneves

Vinhos

A atração principal do Porto são as adegas. Há pelo menos 50 vinícolas por toda a região! Dos vinhedos, espalhados ao longo do leito do rio Douro, vem as colheitas até as caves de Vila Nova de Gaia, do outro lado do rio, onde o vinho é envelhecido. A maioria das caves permite visitação e degustação. As mais recomendadas são Porto Sandeman e Ferreira. Para conhecer a história dessa produção e visitar as unidades produtoras no Vale do Douro, há tours de barco de até dois dias.

Imagem de barris onde é envelhecido o Vinho do Porto

O Vinho do Porto é um dos tipos de vinhos mais renomados em todo o mundo. Ele é envelhecido em barris. Foto: Wikimedia Commons/Jairo

Nas ruas

Além de visitar as adegas, circule e admire as pontes e avenidas da cidade. Entre as pontes, três se destacam: Dona Maria Pia, projetada em 1877 por Gustav Eiffel (o mesmo da Torre de Paris); Dom Luís I, de 1886; e a ponte da Arrábida, de 1963, que tem um dos maiores vãos-livres em arco de concreto reforçado da Europa. Passeie pela elegante avenida dos Aliados (de dia e pela noite) e pela rua dos Clérigos, que tem muitas opções de comércio, restaurantes e serviços. Nela está o símbolo da cidade, a Torre dos Clérigos. Em estilo barroco, tem a melhor vista do Douro, do alto de seus 75m.

Igrejas e museus

Não deixe de conhecer a Catedral da Sé, que tem duas torres em formato de fortaleza. Veja a Igreja de Santa Clara, no Largo 1º de Dezembro, que tem o interior cheio de detalhes, esculpidos ou pintados por diferentes artistas, e a igreja gótica de São Francisco, na praça Infante D. Henrique. O museu mais indicado é o Museu Nacional Soares dos Reis, na Rua D. Manuel II, 56, com acervo de pintores portugueses e exposição de cerâmicas, mobília e ourivesaria. Programe-se ainda para ir ao imponente Palácio da Bolsa, que tem o incrível Salão Mourisco, e à Casa do Infante, na Rua Nova Alfândega, onde morou o príncipe Henrique.

Imagem da Ponte D. Luís I, na cidade do Porto.

A ponte D. Luís I é uma das mais famosas no Porto. Foi inaugurada em 1886. Foto: Wikimedia Commons/Concierge.2C

Circulando pelo centro

Caminhar pela cidade é uma delícia, mas pode ser cansativo devido às ladeiras e às pontes extensas. A boa notícia é que o transporte público funciona e é barato. Há opções de trolleys (ônibus elétrico), ônibus e metrô. Se preferir, os táxis não são caros. Inicie o passeio pelo Terreiro da Sé, onde está a Igreja principal. Na praça, há um pelourinho e uma estátua do herói local Vimara Peres. Seguindo pela Rua D. Hugo, você chega ao Bairro da Ribeira, que preserva certa elegância. Caminhe até o Cais da Ribeira, onde há tavernas que servem comida saborosa a preços populares. A Taverna do Bebodos, com vista para o rio e vinhos servidos diretamente do barril, é a melhor opção. Seguindo a leste, você encontra a ponte D. Luís I, a encantadora Feitoria Inglesa, a Casa do Infante, a Igreja de São Francisco, o Palácio da Bolsa, a rua das Flores e, por fim, a belíssima Estação Ferroviária São Bento.

Vista distante da Torre dos Clérigos, monumento da cidade do Porto, em Portugal.

A Torre dos Clérigos é um dos monumentos mais importantes do Porto. Foto: Wikimedia Commons/Ramón

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.