Pompoarismo: 7 motivos para começar a praticar logo

A técnica milenar de origem indiana ajuda a melhorar o sexo, as cólicas menstruais, a saúde e até a autoestima!

As bolinhas ben wa são o acessório obrigatório para aprender pompoarismo
As bolinhas ben wa são o acessório obrigatório para aprender pompoarismo - Shutterstock

por Heloísa Noronha
Publicado em 21/11/2021 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com certeza você já deve ter ouvido falar em pompoarismo, né? A técnica milenar teve origem na Índia, foi aperfeiçoada na Tailândia e, no Ocidente, ficou conhecida por conta das pesquisas do ginecologista americano Arnold Kegel (1894-1981) nos anos 1940 sobre a musculatura pélvica. Ele desenvolveu uma série de exercícios, que seriam batizados com seu nome, para fortalecer os músculos vaginais e, com isso, corrigir ou prevenir a flacidez local e ainda garantir mais prazer no sexo.
Os exercícios são praticados com as chamadas bolinhas ben wa - duas ou cinco esferas unidas por um cordão à venda em sex shops - e consistem em forçar a musculatura vaginal para reter e expulsar as esferas, repetidamente. É como se você tentasse segurar o xixi, sabe?
Cada vez mais e mais mulheres vêm se interessando pela prática. Não é à toa: o pompoarismo é, segundo ginecologistas, fisioterapeutas pélvicos e terapeutas sexuais, um instrumento poderoso com diversos benefícios que incentiva, principalmente, o empoderamento feminino. Ficou interessada? Pois seguem 7 motivos que vão convencê-la a começar a praticar o quanto antes:

1. Orgasmos incríveis
Ao aprender a fazer de forma voluntária as contrações que acontecem de forma involuntária, você potencializa a chance de der um orgasmo intenso. Isso acontece porque o fluxo de sangue na região é elevado, aumentando a sensibilidade de toda a área pélvica. E mais: sua vagina se torna mais sensível, de forma geral, o que também é ótimo.

2. Diminuição das cólicas menstruais
As contrações do útero para expulsar a camada interna que não recebeu o óvulo fecundado produzem uma dor terrível para muitas mulheres - que pode ser suavizada com os exercícios do pompoarismo. Além disso, o períneo fica bastante irrigado, melhorando a regulação hormonal e, em alguns casos, atenuando a quantidade de sangue.

3. Alívio dos sintomas da menopausa
Os principais são a secura vaginal por conta da redução de hormônios, o enfraquecimento da libido e o desconforto durante o sexo. O pompoarismo estimula a lubrificação, melhora o desejo e o deixa a musculatura pélvica mais flexível, diminuindo o incômodo na hora da penetração.

4. Melhorias no funcionamento do intestino
O pompoarismo faz com que o trânsito intestinal seja estimulado, tanto pelo movimento em si quanto por aumentar a irrigação local, ajudando a combater prisões de ventre.

5. Tratamento da incontinência urinária
A técnica ajuda a prevenir e/ou reverter a incontinência urinária causada pela flacidez dos músculos devido à idade ou à gravidez, evitando ainda terrível "bexiga caída".

6. Aumento da lubrificação e da libido
As contrações promovem uma maior liberação de estrogênio, o que impacta na elevação do desejo. E mais: ativam as Glândulas de Bartholin, que promovem um aumento ou regularização da lubrificação vaginal. O sexo fica mais gostoso e confortável.

7. Mais empoderamento
O pompoarimo atua na autoconfiança e na consciência corporal, o que eleva a autoaestima feminina e faz com que a mulher se sinta mais segura em relação ao sexo e à própria libido.

FONTES: Caroline Alexandra Pereira, ginecologista e obstetra da Clínica Viváter, de São Paulo (SP); Cátia Damasceno, especialista em sexualidade e ginástica íntima e criadora do site Mulheres Bem Resolvidas, e Fernanda Pauliv, consultora e palestrante de sensualidade de Curitiba (PR).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.