ESTILO DE VIDA

Pilates na terceira idade traz vantagens à saúde

O pilates pode ser praticado pode pessoas de todas as idades, inclusive por idosos. Ele traz vantagens como fortalecer os músculos.

None
FOTO: Shutterstock Image

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/08/2016 às 19:37
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Alívio da dor, principalmente as lombares, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, mais equilíbrio: esses são apenas alguns dos benefícios que o pilates oferece aos idosos, listados pela Associação Brasileira de Pilates. “Pela alta capacidade de adaptação dos exercícios e desde que bem aplicado por um profissional capacitado, o pilates é capaz de atender às necessidades dos idosos”, afirma a educadora física Suely Tambalo.

O pilates beneficia todo o corpo

FOTO: Luis Vinhao/Colaborador

Como começar a praticar pilates?

Antes de iniciar qualquer atividade física, é necessário fazer uma avaliação médica para saber qual a frequência e a intensidade ideais. A recomendação é importante especialmente para quem tem algum problema de saúde, como doenças cardiovasculares. “Outro cuidado a ser tomado é a escolha do local, que deve ter profissionais capacitados, especializados em pilates”, alerta a fisioterapeuta Vânia Aparecida Pellicciotti.

SAIBA MAIS:

Yoga controla ansiedade e protege o coração

Exercícios físicos previnem a osteoporose

3 atividades físicas que vão detonar a barriga inchada

Benefícios globais

Quando chegamos aos 30 anos, inicia-se o processo de perda de massa muscular e, a partir dos 60, essa perda se torna acentuada. Com o avanço da idade, outros problemas podem surgir, como postura corcunda, dores — principalmente na lombar — e falta de coordenação e equilíbrio. A prática regular de pilates pode prevenir e amenizar todos esses problemas.

“O pilates atua em áreas do corpo que são fundamentais, principalmente na terceira idade, corrigindo a postura, ativando a circulação e tensionando os músculos. Os exercícios trabalham especialmente o centro de força (músculos da coluna e do abdômen), o que pode prevenir incontinência urinária, problema frequente nessa fase da vida”, explica a fisioterapeuta Fernanda Dionízio.

Os exercícios também podem ser feitos por quem tem osteoporose, desde que sempre orientados por um profissional que conheça muito bem a técnica, pois alguns movimentos não podem ser realizados por quem tem a doença. Por melhorar o equilíbrio, o pilates reduz o risco de quedas, responsáveis por grande parte das fraturas nos ossos na terceira idade.

Texto Marisa Sei/Colaboradora

Consultoria Fernanda Dionízio e Vânia Aparecida Pellicciotti, fisioterapeutas; Suely Tambalo, educadora física