ESTILO DE VIDA

Boa notícia: Pilates ajuda a emagrecer de maneira saudável

Quem não gosta de academia não tem desculpa! Com movimentos que utilizam todo o corpo, o Pilates pode, sim, ajudar a perder os quilos indesejados. Confira!

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/08/2016 às 20:26
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Poucos sabem, mas o Pilates pode, sim, ajudar a emagrecer! “Por utilizar, em sua grande maioria, movimentos que ativam uma grande quantidade de grupos musculares, aliados a um programa que equalize também a combinação dos exercícios, volume, intensidade e frequência, os resultados serão excelentes e o gasto calórico será alto”, explica o educador físico e instrutor de Pilates Marco Trincanato.

mulher sentada ao lado da bola de pialtes

Foto Shutterstock.com

Como ajuda no emagrecimento?

Normalmente os exercícios mais indicados para emagrecer são os aeróbicos, ou seja, aqueles que utilizam oxigênio na geração de energia dos músculos. Mas, no Pilates, geralmente os movimentos são anaeróbios: não utilizam o oxigênio dos músculos, mas, mesmo assim, ele ajuda a emagrecer. “Ainda que o Pilates não utilize o sistema aeróbio como fonte de energia, os treinos podem ser voltados para o ganho de massa magra, tensionais (volume baixo e intensidade alta) e metabólicos (volume alto e intensidade baixa a moderada)”, esclarece Marco. A aula de Pilates dura aproximadamente 60 minutos e, de acordo com Marco, pode queimar de 250kcal a 400kcal – o valor pode variar de acordo com o organismo.

Saiba mais:

Vídeo: Este gato não está nem aí para a Yoga de sua dona

Temporada de fondue – melhor ainda se for saudável!

Mindfulness: meditação contra estresse e ansiedade

Mexe o corpo todo!

mulher fazendo pilates

Imagem Giphy.com

“O Pilates trabalha o corpo como um todo, não apenas músculos isolados”, aponta Marília Barboni Luz, fisioterapeuta. A profissional explica que durante a respiração, há a ativação do core (musculatura abdominal superficial e profunda) como transverso, reto abdominal, oblíquos e assoalho pélvico. São as regiões necessárias para manter a postura e o equilíbrio durante os exercícios. Os músculos maiores são ativados durante a realização dos movimentos, de acordo com o membro utilizado. “Se trabalho braço ou perna, ativo a musculatura referente ao exercício a ser executado”, complementa.

Consultoria Marco Tricanato, educador físico e instrutor de Pilates; Marília Barboni Luz, fisioterapeuta da L&L Espaço Vida ao Corpo de São Paulo e instrutora de Pilates