Como o cérebro pode influenciar nas características de personalidade?

O cérebro é um grande mistério, não é mesmo? Com tantas funções, você sabia que ele age na formação da personalidade? Veja o diz uma nova pesquisa!

None
Foto iStock.com/Getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 27/03/2017 às 13:20
Atualizado às 13:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Segundo estudos da Universidade de Cambridge, as características de personalidade podem estar relacionadas com a forma do cérebro. A pesquisa mediu a correlação entre as diferenças estruturais do órgão e os cinco principais traços de caráter. “O formato do nosso cérebro pode revelar chaves surpreendentes sobre o nosso comportamento e os riscos que corremos de desenvolver distúrbios mentais“, informou, em um comunicado, a Universidade.

ilustração de um cérebro dentro de uma lâmpada

A forma do cérebro pode influenciar a personalidade do indivíduo. Foto Istock.com/Getty images

Os cientistas separaram cinco elementos básicos da personalidade para ser analisada: o nível de neurose, a extroversão, a abertura da mente, a amabilidade e o excesso de escrúpulo. Além disso, 500 pessoas com idades entre 22 e 36 anos participaram e tiveram as diferenças no córtex, onde fica a matéria cinzenta, examinada. Os especialistas se concentraram em medir a espessura, a área e o número de pregas nos cérebros das diferentes pessoas. “Descobrimos que o nível de neurose (…) está relacionado com um córtex mais grosso e com área menor e menos pregas em algumas regiões”, disse Roberta Riccelli, acadêmica da Universidade Magna Graecia da Itália e coautora do estudo.

mulher

Cada traço da personalidade se relaciona com partes diferentes do cérebro. Foto iStock.com/Getty images

Inversamente, a abertura mental foi associada a um córtex mais fino, a uma área maior e a mais pregas. O estudo foi o primeiro a relacionar estes cinco traços com diferenças no formato do cérebro. Isso pode ajudar na identificação de forma preventiva de doenças mentais em pessoas com predisposição para desenvolvê-las. Os autores destacaram, no entanto, que a relação causal entre formato do cérebro e tipo de personalidade não foi demonstrada de forma conclusiva pelo estudo.

LEIA TAMBÉM:
TAGS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.