A desidratação é um perigo em qualquer época do ano!

As pessoas se preocupam em manter o corpo bem hidratado apenas na estação mais quente, pois desconhecem os perigos da desidratação no resto do ano!

None
Manter-se hidratado é fundamental para um organismo regularizado Foto shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/09/2017 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os perigos da desidratação merecem atenção em qualquer época do ano, mesmo que se fale mais sobre esse assunto no verão, por causa do calor. E é aí que mora o perigo, pois em estações como inverno e outono (as mais frias do ano), é mais fácil se esquecer de ingerir líquidos. “O nosso organismo é composto por cerca de 70% de água e a perdemos, naturalmente, por meio da transpiração, da urina, das fezes e até da respiração, precisando repor sempre”, explica Cintya Bassi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão. “A falta de ingestão de água e isotônicos naturais podem levar à desidratação grave, causando tontura, desmaios, confusão mental e até o comprometimento no transporte de vitaminas e minerais no organismo”, alerta a especialista.

De acordo com a profissional, diariamente, o organismo humano necessita de aproximadamente 1 litro a cada 35kg, variando conforme o clima e a idade da pessoa. “O corpo bem hidratado melhora a aparência da pele, diminui a ocorrência de celulites e rugas, sem contar que beneficia as fibras de colágeno que sustentam a pele e precisam de água para se renovarem”, comenta. A ingestão de líquido no decorrer do dia pode ser feita tanto por meio de alimentos quanto por bebidas. “Os alimentos que mais contém água são legumes, frutas, leite e carnes. Mas, é claro, essa não deve ser a única forma de hidratação, também devendo ingeri-la em sua forma pura, sucos e água de coco”, orienta.

mulher com garrafinha de água

Para evitar os perigos da desidratação, um fato que você precisa ter em mente: não precisa estar com sede para beber água. FOTO shutterstock.com

Uma dúvida que as pessoas costumam ter é se a água com gás também é considerada saudável. A profissional explica que, assim como a mineral, a com gás é uma importante aliada à hidratação. “A diferença entre as duas é o fato da água com gás ter adição de dióxido de carbono, o qual se consumido em grandes quantidades pode causar irritação gástrica”, esclarece.

Perigos da desidratação

Quando a ingestão de água é insuficiente, o organismo pode apresentar sintomas, como boca e pele seca, olhos fundos, cansaço, dor de cabeça, tontura, entre outros. Em casos graves, pode até evoluir para queda de pressão arterial, perda de consciência, convulsão, coma, falência dos órgãos e morte. “O organismo não é capaz de armazenar água, por isso a quantidade de líquido no corpo precisa ser constantemente reposta. Lembrando que, depois do oxigênio, a falta de água é o que mais afeta o organismo, que só suporta ficar sem água até, no máximo, dois ou três dias”. Segundo Cintya, a água só é limitada em caso de hiponatremia – nível baixo de sódio no sangue, o qual é diluído ainda mais na presença de água em excesso – insuficiência renal ou cardíaca. Também durante as refeições o ideal é ingerir pouco líquido, pois, se consumirmos mais de um copo, pode dilatar o estômago.

Fonte:  Cintya Bassi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.