Técnicas e dicas fáceis para nunca mais sofrer com a procrastinação

Controle os pensamentos negativos, diga adeus a autossabotagem e encontre o equilíbrio das suas emoções com dicas para parar de procrastinar

None
Foto: Shutterstock

por Vítor Ferreira
Publicado em 17/04/2020 às 16:14
Atualizado às 16:16

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Já sentiu como se algumas tarefas do dia a dia fossem extremamente pesadas, longas ou cansativas, quando, na verdade, são bem fáceis de serem concluídas? Então, para fugir desse “problema”, você começa a se distrair com prazeres instantâneos ou simplesmente enrolar, deixando-os para depois. Parar de procrastinar pode ser uma missão complicada, mas essencial para manter o controle sobre nossas ações.

A dificuldade já começo em identificar quando e o porquê de ter entrado nessa crise desanimadora. Seja uma tarefa “chata”, os estudos, o regime alimentar, as práticas físicas, o abandono de um vício, passar a economizar. Enfim, coisas que sabemos que precisamos fazer, mas que, por inúmeras razões, ficamos postergando.

Com o intuito de trabalhar a procrastinação e não permitir que o comportamento se torne um obstáculo, existem diversas atitudes que devem ser tomadas periodicamente, e a longo prazo. Afinal, a busca por uma melhora tem que partir exclusivamente de você.

O que é a procrastinação?

Mais do que a falta de vontade de fazer ou o hábito de adiar coisas, a procrastinação é definida por levar a um estado de mal-estar mental em que o pessimismo, a culpa e a falta de estímulo para mudar algo se tornam uma constante. Um dos desdobramentos mais graves dela é acentuar quadros de depressão e ansiedade.

Para Flora Victoria, mestre em psicologia positiva, a inércia leva ainda a um quadro de dor e sofrimento, que, para muitos, acaba se tornando uma zona de conforto para não terem de lidar com problemas que vão acentuar o estresse. Esse ato de “jogar para baixo do tapete” leva a um círculo vicioso que também pode adoecer a mente.

“Quando o indivíduo procrastina e estaciona nesse estado, criando uma zona de conforto, parece uma contradição, mas ele encontra prazer em abdicar do controle sobre as emoções. Então, em vez de procurar saídas criativas e soluções que exigem desenvolver forças mentais como sabedoria e equilíbrio, ele vai na contramão, procurando circunstâncias ou pessoas para culpar pelo seu estado. O sentimento derrotista de que você não é capaz, de que o que acontece contigo é culpa do outro ou de fatores externos, transfere a responsabilidade de tomar atitudes”, explica a profissional.

parar de procrastinar ilustração mulher

Ilustração: Shutterstock

Como evitar a autossabotagem

De acordo com Flora, a atitude de colocar um ponto final na postergação não é algo espontâneo, que surge naturalmente. Ela exige força de vontade e organização para desenvolver uma rotina de tarefas, estudo e descanso durante o dia ou mesmo aos fins de semana.

“Desta maneira você mantém seu cérebro produtivo, ativo e se desafia a continuar criando, aprendendo, executando. Tal como uma bicicleta, o bem-estar mental só funciona bem quando nos mantemos em movimento”, informa a especialista.

A a chave está em buscar o seu propósito e não desistir de seus objetivos. “Podemos mudar como vamos encarar uma situação desafiadora, como nos sentimos, como enxergamos cada obstáculo e, por fim, como podemos e devemos reagir a ela. Essa pequena transformação de perspectiva é que faz toda a diferença entre sentir-se vítima das circunstâncias e o que faz com que você retome o controle da sua vida”, ressalta.

Técnicas para parar de procrastinar

É importante destacar que o controle sobre nossos pensamentos, a responsabilidade sobre a atitude que tomamos e a forma como damos valor ao equilíbrio das emoções são nossos maiores ativos. Assim como a saúde, que é essencial para que possamos trabalhar, estudar, produzir e prosperar em nossos objetivos, seu bem-estar mental deve ser sua prioridade durante a rotina.

1. Mantenha uma agenda

Organize um dia para limpeza, para cozinhar, tempo para ler, estudar, trabalhar. E engaje toda a família na mesma atitude. Seu cérebro precisa entender que ele não está em férias, evitando entrar no modo “inércia”.

2. Crie um método para seu corpo se adaptar as tarefas diárias

Acorde todos os dias no mesmo horário, use uma roupa diferente do pijama e faça sua rotina de tomar café, tomar banho, escovar os dentes, pentear o cabelo antes de se sentar para trabalhar ou estudar. O corpo se acostuma e tudo virá um hábito.

3. Programe mensagens motivacionais para si mesmo

Momentos de tristeza e baixa de energia podem fazer com que muitas coisas deixem de fazer sentido ou pareçam distorcidas. Então, cole na sua tela o porquê seu trabalho é essencial e como afeta outras pessoas.

Porque é indispensável estudar mesmo em casa ou nos finais de semana. Ou mesmo qual a razão de se manter em forma, praticando exercícios regularmente. Use o despertador para se lembrar desses pontos tão importantes ao longo do dia.

Ilustração de um homem

Ilustração: Shutterstock

4. Desafie-se mais

Esta é a melhor maneira da sua motivação voltar a engrenar. O ato de reclamar é fácil e nos dá prazer instantâneo. Mas a médio e longo prazo implanta um pessimismo crônico e pouco ajuda na hora de parar de procrastinar.

Pense, antes de se render à reclamação, como é possível dar outra solução para um problema? Como transformar esse problema em oportunidade? Você vai se surpreender como a criatividade pode trabalhar a seu favor!

5. Conheça seus gatilhos

Comece a reparar quando é que você começa a não ter vontade de fazer as coisas. Muitas vezes, quando caímos em uma rotina, a vontade de procrastinar é grande. O mesmo vale para atividades que não gostamos ou requerem mais tempo para serem finalizadas.

Entender os gatilhos que te conduzem para tarefas negativas e mudar o que puder para não deixar que eles te consumam é essencial. Ao invés de se preocupar com uma prova ou reunião, por exemplo, faça uma lista do que deve ser estudado e aplicado. No final, coloque uma recompensa pelo seu empenho.

6. Curta cada etapa

Quantas vezes você já começou uma tarefa pensando na sua conclusão? Ao invés de viver a ansiedade do futuro, passe a aproveitar o momento, sentir cada parte do processo. Mesmo que o exercício seja chato, dedicar-se a cada detalhe para torná-lo mais interessante pode ajudar.

Por exemplo, ao criar uma planilha no Excel, você pode criar um padrão de organização que te apeteça, ou um ordem de cores que combinem com o seu momento. Se só precisar de uma atualização, veja o quanto aquele trabalho pode melhorar.

7. Divida todas as tarefas em fases

Vai enfrentar uma atividade que requer tempo e atenção? Divida o todo em pequenas partes para parar de procrastinar. Crie um passo a passo de micro tarefas que são facilmente concretizadas. No final de cada uma se recompense com algo, nem que seja um intervalo de 30 segundos para respirar e voltar ao trabalho.

8. Evite se repreender

Pensamentos negativos são desmotivadores e afastam qualquer ajuda para parar de procrastinar. Na realidade, eles apenas incentivam a cair em um círculo vicioso de preguiça e desgaste. Normalize seus erros e entenda que, assim como você, outras pessoas estão sujeitas a perder o controle. Quando voltar a si, beba um copo d’água e siga em frente.

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.