Esqueleto firme e forte

Quer manter os ossos firmes e fortes? Então é fundamental uma vida saudável. Portanto, fuja da osteoporose e garanta uma terceira idade com mais qualidade!

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/04/2017 às 13:17
Atualizado às 13:43

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Se você pensa que osteoporose é apena uma doença de idoso, está muito enganado e precisa rever seus conceitos a cerca da doença. Ela aparece normalmente na terceira idade, mas a sua prevenção é fundamental, afinal o que comemos agora pode definir como o nosso corpo vai reagir no futuro com as limitações que ele passa a ter. Uma das características da osteoporose é que, em geral, não se sente nada até acontecer um acidente, que pode ser uma queda ou uma pancada.

idosa

Mulher com dor no joelho Foto: Shutterstock

A osteoporose se desenvolve de forma imperceptível por vários anos, e isso acontece porque os ossos são estruturas vivas, formadas por proteínas (colágeno) e cálcio e que estão em constante processo de renovação. São estruturas que perdem células “velhas” e ganham “novas”, para poder manterem a resistência. No entanto, conforme o tempo passa, o processo começa a ficar desigual, ou seja, a reposição não acompanha a perda e, com isso, os ossos ficam mais frágeis.

Vida saudável é a solução

“O osso recebe muito bem tudo aquilo de bom que a gente faz para o corpo, desde a alimentação na infância, passando pela atividade física na hora certa. Essa é a prevenção verdadeira”, afirma o ginecologista e obstetra Bruno Muzzi Camargos.

mulher se alongando

As atividade físicas são fundamentai na manutenção da saúde dos ossos Foto Shutterstock.com

Novidade

Estudos realizados no Laboratório de Bioengenharia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP mostram que dietas balanceadas são importantes, mas a prática de atividade física é essencial para a manutenção óssea após a menopausa. Os pesquisadores desse laboratório da USP já haviam confirmado a ação do exercício físico na melhora da quantidade de minerais presentes nos ossos e a microarquitetura do osso trabecular (estrutura de aspecto esponjoso encontrada no interior dos ossos e responsável por cerca de 20% do esqueleto humano).

Consultoria Bruno Muzzi Camargos, ginecologista e obstetra

Leia também: