ESTILO DE VIDA

Tira-dúvidas: 5 respostas sobre osteoporose. Confira!

Conheça os fatores de risco e as formas de prevenir a osteoporose, que afeta mais de 10 milhões de brasileiros. Veja 5 respostas sobre o tema!

None
Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/09/2016 às 20:03
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A osteoporose é uma doença desencadeada pela deficiência do organismo em repor o cálcio perdido naturalmente, principalmente em decorrência do avanço da idade. Com o tempo, os ossos vão ficando porosos e mais suscetíveis a fraturas. A falta de informações faz com que as pessoas demorem a buscar um diagnóstico, prejudicando a qualidade de vida. A seguir, o geriatra Salo Buksman responde a algumas das dúvidas mais frequentes.

osteoporose

Foto iStock.com/Getty Images

1 – Como identifica a osteoporose?

Uma vez que não apresenta sintomas em seu estágio inicial, a maioria dos casos só é identificado após algum tipo de fratura. Por isso, todas as pessoas que apresentam fatores de risco devem procurar um especialista e fazer avaliações periódicas (no mínimo 1 vez por ano). “Existem diversos exames que podem identificar a quantidade de massa óssea e se há risco de desenvolvimento da osteoporose. O mais utilizado é a densitometria óssea”, afirma o geriatra.

2 – Quais alimentos auxiliam na prevenção?

Além do consumo diário de leite e derivados (como queijo e iogurte), brócolis, couve-flor, soja, amêndoas e sardinha são essenciais para a manutenção das taxas de cálcio no organismo. No entanto, esse nutriente necessita de outros, como as vitaminas C e D, para ser melhor aproveitado. Ou seja, consuma também laranja, limão, acerola e peixes gordos.

3 – Quais os principais fatores de risco?

Mulheres que entraram na menopausa, histórico da doença na família, distúrbios da tireoide e paratireoide, uso de determinados medicamentos (corticoides, anticonvulsivantes, heperina), diminuição da produção de hormônios sexuais (hipogonadismo), dieta pobre em cálcio e sedentarismo são alguns dos principais fatores que desencadeiam a osteoporose.

Leia também:

4 – Há outras medidas preventivas além da alimentação?

Exercícios físicos constantes (30 minutos de caminhada, pelo menos 3 vezes por semana) são fundamentais, pois fortalecem a musculatura e protegem os ossos, assim como a exposição diária ao sol (20 minutos, de preferência entre 6h e 11h), já que os raios ultravioleta ajudam a sintetizar a vitamina D, responsável pela absorção de cálcio. Abandonar o cigarro e moderar no consumo de bebidas alcoólicas também são medidas recomendadas, pois prejudicam a absorção do mineral.

5 – Por que a osteoporose afeta mais mulheres?

“Elas têm menor acúmulo de cálcio no organismo e começam a perder massa óssea mais cedo do que os homens, por isso têm maior tendência à osteoporose”, explica Salo. Além disso, a queda hormonal acarretada pela menopausa acelera a perda de massa óssea.

Consultoria Salo Buksman, geriatra, membro do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), do Ministério da Saúde