Coco, linhaça e chia: conheça o poder dos óleos para eliminar gordurinhas

Coco, linhaça e chia são alimentos com propriedades emagrecedoras. Inclua os óleos desses alimentos na sua dieta para eliminar gordurinhas!

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/11/2017 às 08:01
Atualizado às 11:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Algumas sementes como linhaça e chia são frequentemente adicionados às dietas por conter fibras que ajudam a acelerar o metabolismo na queima de gorduras. O coco é outro destaque entre os alimentos com propriedades emagrecedoras e, para  quem não gosta de consumi-los in natura, uma excelente alternativa é o óleo, que traz mais praticidade ao dia a dia. Aprenda como a inclusão da quantidade correta desses óleos pode ajudar a eliminar gordurinhas.

O coco

O óleo de coco possui uma ação termogênica porque é composto por ácidos graxos de cadeia média, o que faz com que o organismo metabolize e transforme o óleo em energia e não em gordura acumulada. “Esse processo produz calor e aumenta o gasto energético pelo organismo, por isso ele pode ser considerado um acelerador do metabolismo”, explica Marcela Gattaz, nutricionista e diretora executiva da Light Food Way. E as vantagens não param por aí! “Auxilia o sistema imune, o sistema cardiovascular, traz benefícios para pele e cabelo e ajuda na perda de peso”, complementa. A quantidade indicada é de 2 a 4 colheres (chá) ao dia para eliminar gordurinhas.

A linhaça

O óleo de linhaça atua dentro das células de gordura, auxiliando no combate à obesidade, devido às suas propriedades anti-inflamatórias. “Ele faz o intestino funcionar bem, demora mais para ser digerido, aumentando a saciedade e acelerando o metabolismo. Dessa forma, facilita a queima de gordura corporal”, garante Marcela. O indicado é consumir apenas 1 colher (chá) ao dia.

A chia

Por meio do óleo feito com a semente de chia, também é possível eliminar as gordurinhas e obter vários benefícios além dos ponteiros da balança. “Ele é fonte natural de ácidos graxos como o ômega 3, fibras, além de outros componentes nutricionais importantes”, elucida Marcela. A profissional indica 2 cápsulas por dia para ser consumido junto às refeições.

Texto: Camila Gallate/Colaboradora | Consultoria: Larissa Marin, nutricionista da Vital Âtman, de São Paulo (SP); Marcela Gattaz, nutricionista e diretora executiva da Light Food Way; Sylvana Braga, nutróloga, reumatóloga, especialista em prática ortomolecular

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.