ESTILO DE VIDA

Óleos na alimentação: 4 opções saudáveis para incluir no cardápio

Como são fontes de ácidos graxos, alguns óleos promovem diversos benefícios ao organismo. Confira 4 opções e inclua no cardápio!

None
Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/09/2016 às 20:15
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Já pensou em ganhar mais saúde com a ajuda de óleos? Algumas opções são repletas de benefícios, principalmente para o coração e cérebro, já que são ricos em ácidos graxos, como ômegas 3 e 6. Confira 4 sugestões saudáveis e inclua na rotina!

Garrafa de azeite, azeitonas, folhas

Foto iStock.com/Getty Images

Atenção: não ultrapasse o consumo de 2 colheres (sopa) por dia de óleos – independente de sua escolha. Em excesso, eles podem ter o efeito inverso e prejudicar o organismo. Você pode optar por um óleo e ingerir pequenas quantidades durante o dia ou escolher mais de uma opção e dividir as porções – desde que, no fim do dia, a quantidade máxima ingerida seja 2 colheres (sopa).

Azeite extravirgem

O azeite, em sua versão mais pura, colabora para a prevenção do câncer, beneficia o coração e a digestão. E não é só: “ele pode reduzir a taxa de colesterol ruim e afastar risco de diabetes e de artrite reumatoide. Melhora o funcionamento do estômago, do pâncreas, é digerido com facilidade, não tem colesterol, acelera as funções metabólicas, estimula o crescimento e favorece a absorção de cálcio”, reforça a nutricionista Daniela Jobst. Além disso, Pesquisadores das Universidades de
Las Palmas e Navarras concluíram que pessoas que mantêm uma alimentação rica em azeite têm 30% menos de chances de desenvolver depressão. Isso porque o azeite aumenta a serotonina, neurotransmissor associado à sensação de bem-estar.

Óleo de dendê

Moderação é a palavra-chave na hora de consumir esse óleo: o ideal é ingerir 2 colheres (chá) por dia. Se consumido com cautela, ele é capaz de reduzir as taxas de colesterol e triglicérides, além de proteger a visão e fortalecer o sistema imunológico. A cor alaranjada do dendê vem do betacaroteno, um antioxidante que, no organismo, protege o sistema respiratório e previne tumores.

Saiba mais:

10 motivos para incluir o goji berry na sua alimentação

Quais os benefícios de uma alimentação equilibrada?

Como a alimentação pode ajudar a controlar a ansiedade?

Óleo de linhaça

A farinha de linhaça não é a única opção para quem busca mais saúde. “A farinha de linhaça contém fibras importantes para a saúde do intestino e eliminação do excesso de gordura ingerida. Já no óleo, encontramos ácidos graxos concentrados”, explica a nutricionista Lilian Speziali. Mais uma vez, os ômegas 3 e 6 se fazem presentes, trazendo benefícios, principalmente, ao coração, diminuindo o colesterol ruim (LDL) e ao cérebro. “É usado em doenças como a hiperatividade em crianças, Parkinson em idosos, falta de memória e depressão. Também é indicado para a alimentação de bebês, pois estimula os neurônios”, diz Fernanda Granja, nutricionista.

Óleo de coco

Os benefícios do óleo de coco para a saúde e bem-estar vão desde o controle da glicemia até a hidratação nos cabelos. “Entre seus benefícios podemos citar: efeito antifúngico dos seus ácidos graxos (láurico, caprílico e cáprico), aumento da taxa do metabolismo basal, efeito anti-inflamatório, antioxidante e hepatoprotetor”, aponta a nutricionista Núbia Melo.

Consultoria Núbia Melo, nutricionista; Daniela Jobst, nutricionista; Lilian Speziali, nutricionista; Fernanda Granja, nutricionista