Você sabia que a obesidade está diretamente ligada a transtornos psicológicos?

O professor e nutrólogo Arthur Kaufman lista alguns transtornos alimentares que comprovam a relação entre obesidade e transtornos psicológicos

None
As emoções do indivíduo também influenciam na sua relação com a balança. FOTO: iStock.com/GEtty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/10/2017 às 07:00
Atualizado às 12:41

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Que a alimentação desregulada e desequilibrada contribui de forma considerável para o ganho excessivo de peso, todo mundo sabe. Contudo, a perda do controle sobre a quantidade de massa corporal pode estar relacionada também a fatores emocionais. Pelo menos é o que defende o professor do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Arthur Kaufman, que afirma que obesidade e transtornos psicológicos estão diretamente ligados. “Atualmente, após muitas pesquisas e análises de casos clínicos, podemos dizer que a obesidade na verdade é causa e consequência de transtornos psicológicos”, explica.

Para o médico, é necessário entender que o obeso é um ser humano como outro qualquer, que possui emoções e sentimentos, que influenciam diretamente em seus hábitos alimentares. “Não podemos esquecer que um paciente obeso também é alguém dedicado e até mesmo sensível. Mas será que a gordura é apenas a culpada pelo excesso de peso ou a mente desempenha um grande papel nisso?”, questiona. Segundo Kaufman, é possível até classificar diferentes transtornos que comprovam a relação entre a obesidade e transtornos psicológicos. Ficou curioso? Então confira abaixo cada um deles!

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Arthur Kaufman, médico nutrólogo e professor do  Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.