Glúten pode comprometer a saúde da tireoide. Confira!

O glúten é uma proteína de difícil digestão capaz prejudicar o tecido do intestino, gerando uma inflamação. Quando isso ocorre, pode afetar a tireoide!

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/08/2016 às 08:13
Atualizado às 13:13

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O glúten é o vilão da vez e tem inimigos a perder de vista. Entre eles, destacam-se os portadores da doença celíaca, que faz com que o paciente não possa ter nenhum contato com o glúten.

Caso os portadores contrariem o aviso de inimizade, os sinais nocivos da relação são: prisão de ventre, diarreia, perda de peso, anemia, inchaço, cólica e desconforto abdominal.

Mas, não acaba aí: a afinidade com essa proteína pode levar esse grupo intolerante a desenvolver uma doença em que o próprio corpo ataca a tireoide – e causar problemas nessa glândula, como o hipotireoidismo.

Relação com a tireoide

Quando o corpo é sensível ao glúten, nada que contém a substância deve entrar no organismo, pois lesa a parede do intestino. Essa região, que normalmente tem as células bem juntas umas das outras, em contato com o glúten desenvolve a “Leaky Gut Syndrome”, que é uma hiperpermeabilidade intestinal.

“O intestino fica com as células mais separadas fazendo com que proteínas entrem em contato com o organismo antes de serem quebradas em aminoácidos, e então o corpo sinaliza esta proteína como estranha e ruim, e desenvolve imunidade contra ela”, explica Michele Haikal, dermatologista especialista em Medicina Antienvelhecimento.

Mas como isso pode afetar a glândula? O corpo confunde a proteína do glúten, a gliadina, com uma enzima presente em todo nosso organismo, mas encontrada em alta concentração na tireoide, a transglutaminase. “E aí, quando o sistema imune ataca a gliadina, os anticorpos também atacam a tireoide”, sinaliza a profissional.

tireoide e o glúten tem relação

Foto: Shutterstock Images

Diagnosticando a rejeição

É mais comum encontrar nos exames de sangue de rotina rastros de uma disfunção na tireoide caracterizada pela rejeição ao glúten, que aqueles que indiquem a doença celíaca.

Porém, a profissional adverte: “para dar positivo de antigliadina no sangue de uma pessoa, geralmente ela vem sendo lesada na parede intestinal há anos”. Existem testes mais sensíveis para detectar a alergia ao glúten, como aqueles que coletam os anticorpos presentes na saliva.

“Esses já conseguem positivar antes dos exames de sangue normais da antigliadina”, aponta. Essa reação autoimune do corpo ao atacar a tireoide pode ter correlação com a doença celíaca e outras doenças autoimunes, devido à intolerância à proteína, porém, apesar do risco, nem todos os pacientes desenvolvem disfunções na tireoide.

Hashimoto e glúten

A tireoidite de Hashimoto é uma doença autoimune que atrapalha o funcionamento da glândula. Quando o glúten faz parte da alimentação desses pacientes, pode influenciar na saúde da tireoide. Isso porque ele induz um estado inflamatório no organismo, o que desencadeia crises de autoimunidade em geral.

“A hiperpermeabilidade intestinal está presente em quase todas as doenças autoimunes na sua fase de formação da doença, sendo uma das hipóteses mais prováveis hoje para o início de toda doença autoimune”, completa Michele.

Aprenda a identificar os primeiros sinais de ansiedade. Baixe nosso e-book totalmente grátis.

Saiba mais:

Farinhas sem glúten para acabar com a barriga estufada

5 alimentos sem glúten para colocar na dieta

Afinal, glúten faz mal?

Consultoria Michele Haikal, dermatologista especialista em Medicina Antienvelhecimento e Ciências Nutricionais associadas ao Exercício Físico

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.