Não consegue emagrecer? Seu histórico familiar pode influenciar isso!

Está com dificuldade para emagrecer? Mesmo depois de tantas dietas, os resultados não aparecem? Então a culpa pode estar na sua família. Confira!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/02/2017 às 13:07
Atualizado às 13:23

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

“Por que não consigo emagrecer?” Muitas pessoas se fazem essa pergunta, porque mesmo depois de tanto tentarem nunca conseguem alcançar a tão sonhada barriga chapada. Uma dieta nova é difícil na maioria dos casos, afinal se desapegar daqueles alimentos deliciosos e calóricos não é uma tarefa fácil, porém o que algumas pessoas não sabem é que talvez o problema não esteja na dieta. Isso mesmo, não conseguir perder alguns quilinhos extras também tem relação com o histórico familiar do indivíduo.

criança comendo lanche

Foto: iStock.com/Getty Images

Histórico familiar

Infelizmente é um fato, quando seus pais, irmãos, tios e primos são, na maioria, obesos, você tem boas chances de apresentar a mesma tendência. Embora o fator genético tenha seu peso, a prevenção ou não é o que realmente irá fazer a diferença. “Se a pessoa tiver hábitos saudáveis, a chance de se tornar obesa é pequena, mas existe. A prevenção da obesidade naqueles descendentes de obesos começa na infância, aumentando a atividade física e adotando uma alimentação rica em fibras e proteínas magras”, destaca a endocrinologista Rosana Radominski.

A união faz a força!

Nem sempre os membros da família se dão conta de que comidas gordurosas sempre foram o costume da casa. Ou seja, é um problema muito mais comportamental do que hereditário. Sendo assim, se todos abraçarem juntos a reeducação alimentar, fica muito mais fácil obter resultados.

mulher na bicicleta

Foto: iStock.com/Getty Images

Não precisa sair de casa

A bicicleta ergométrica é uma alternativa para quem prefere pedalar no conforto do lar. Cada qual tem suas vantagens: ao ar livre, é possível combinar exercícios e transporte de uma só vez, enquanto dentro de casa não é preciso se preocupar com o trânsito ou a chuva. O maior risco são as lesões nos joelhos por causa do excesso de carga, por isso alguns cuidados são fundamentais. Além disso, a bicicleta ergométrica queima cerca de 180 calorias.

Texto Redação Alto Astral 

Consultoria Rosana Radominski, endocrinologista

Leia também: 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.