ESTILO DE VIDA

Mulheres sem apêndice ou amídalas têm mais fertilidade, diz pesquisa

A fertilidade é um assunto que causa muitos questionamentos na cabeça das mulheres. Confira uma pesquisa sobre o assunto e um tira-dúvidas!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/08/2016 às 19:26
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Pesquisadores da Universidade de Dundee e do University College, de Londres, analisaram registros médicos de milhares de mulheres britânicas em um estudo que durou 15 anos. Segundo a análise, as taxas de gravidez foram significantemente maiores entre aquelas que retiram o apêndice (54, 4%), as amídalas (53,4%) ou as que fizeram os dois procedimentos (59,7%) do que no resto da população (43,7%). No entanto, eles ainda não descobriram a relação entre os procedimentos e a fertilidade. Mesmo assim, os especialistas disseram que a descoberta pode levar à criação de novos tratamentos.

mulher-gravida-fertilidade-pesquisa

FOTO: Shutterstock

Saiba mais sobre fertilidade:

Como diagnosticar o problema

Pesquisa: excesso de fast food pode causar infertilidade

Exames que ajudam a descobrir porque está difícil engravidar

Tira-dúvidas: o que influencia na fertilidade?

“Tenho algum problema que possa comprometer a gestação?”. Para sanar essa e outras questões, consultamos o especialista em reprodução humana e diretor médico da Primordia Medicina Reprodutiva, Isaac Yadid, que esclarece várias dúvidas sobre fertilidade feminina.

Mulheres que têm endometriose podem ter a fertilidade prejudicada? Por quê?
Resposta: a endometriose é sim uma causa de infertilidade. Dependendo do grau, pode provocar obstrução mecânica das trompas por conta das aderências. Quando comprometem os ovários (chamados endometriomas), podem diminuir a reserva ovariana, fazendo com que produzam menos óvulos.

Quem tem ovário policístico não pode ter filho?
Resposta: as mulheres com ovário policístico não ovulam todo mês, por isso é mais difícil engravidar. No entanto, não é impossível. Isso pode ser tratado.

Mulheres que têm miomas apresentam mais dificuldade para engravidar?
Resposta: sim, pois eles ocupam a cavidade uterina. Dependendo da quantidade, tamanho e localização dos miomas, é recomendada cirurgia prévia para que a cavidade uterina esteja livre para a implantação embrionária.

O uso do Dispositivo Intrauterino (DIU) gera dificuldade para engravidar?
Resposta: não. Mas, no caso de uma inflamação pélvica causada pelo uso de DIU, a mulher pode ter problemas tubários (obstruções).

A alimentação influencia na fertilidade? De que forma?
Reposta: uma boa alimentação é fundamental e faz bem para a saúde. O consumo de inhame, soja (contém isoflavonas), brócolis, couve-flor, ajuda na fertilidade, pois estimulam a ovulação.

Texto Paula Santana e Rose Araújo

Consultoria Isaac Yadid, especialista em reprodução humana e diretor médico da Primordia Medicina Reprodutiva