Mulher mandona? Aprenda a controlar seus sentimentos!

Você é uma mulher mandona dentro de casa? Controlar seus sentimentos é o primeiro passo para ter uma relação mais saudável com o amado!

None
Controlar seus sentimentos é o primeiro passo para um relacionamento saudável | FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/07/2017 às 08:42
Atualizado às 12:19

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Se você é uma mulher mandona dentro de casa ou convive com alguém que é, veja as dicas do psiquiatra Leonard F. Vereas para saber lidar com esse comportamento nada saudável. “Geralmente, problemas assim, de pessoas muito nervosas, agitadas, podem ser de ordem psicossomática. E isso pode gerar problemas de saúde como gastrite, queimação no estômago. E ainda problemas respiratórios e cardíacos”, explica.

Relação com mulher mandona

“É tudo bem mais complexo. Uma pessoa adulta, madura, não precisa se impor suas vontades no grito que, geralmente, significa insegurança. E isso prejudica, de forma séria, a relação do casal”.

Tirania é igual à solidão

“Em geral, pessoas com esse perfil tirânico, dominador, ficam sozinhas, já que querem ganhar tudo no grito. A pessoa se cansa e vai embora. Na maioria das vezes, a mulher com esse aspecto fica isolada do grupo. E essa maneira de ser nada mais é que insegurança. É preciso procurar ajuda médica e tratar as causas e efeitos, que estão ligados a situações malresolvidas que se acumularam no decorrer da vida”.

Filhos distantes

“A insegurança gera esse temperamento mandão, tirânico. A pessoa tenta reagir a isso tudo por não ter uma estrutura. E não só o marido, mas os filhos também não aguentam porque há um limite de tolerância. Eles percebem
que a vida continua fora daquele ambiente doente, percebem que a vida é boa”.

Mudar é possível

“Com certeza! A pessoa tem que resgatar todos os valores dentro de si e, para que isso aconteça, ela precisa ser humilde e aceitar e que não está bem. Por isso, é indispensável fazer terapia para poder se entender e resgatar os
seus próprios valores”.

Equilíbrio em casa

“Viver em um ambiente saudável, falar coisas boas, receber limite, cultivar amizades, isso tudo é fundamental. E não tem a ver com classe social. Fique ligada na formação do filho e mostre a eles os seus valores, aqueles que são
importantes para a sua formação”.

LEIA TAMBÉM: