Encare com leveza: mude seus hábitos e perca peso com bom humor!

Emagrecer não deve ser sinônimo de sofrimento. Confira as dicas a seguir, mude seus hábitos e perca peso de uma vez por todas com bom humor!

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/05/2017 às 19:48
Atualizado às 12:12

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando é preciso controlar a alimentação, alguns sentimentos como a raiva e a irritabilidade aparecem e podem desencadear um comportamento compulsivo, detonando a dieta e fazendo com que a pessoa desista no primeiro deslize. Mas como se convencer de que fazer um regime alimentar não é ruim? Vendo o lado positivo: todas as vantagens e benefícios que virão no futuro. É o que recomenda a nutricionista Carolina Paz, do Rio de Janeiro (RJ), para quem deseja conquistar um corpo esbelto e uma mente feliz. “O emagrecimento deve ser encarado com bom humor e como um processo a longo prazo. É importante controlar a ansiedade para ter resultados rápidos, pois isso pode gerar frustração”, explica a nutricionista. A perda de peso deve ser consequência de mudanças de hábitos, que precisam ocorrer gradualmente, pois uma tentativa de modificação drástica na alimentação aumenta a irritação e pode acabar desmotivando o projeto de emagrecimento.

Comportamentos que desanimam

Desistir da dieta ao primeiro sinal de fracasso é o erro mais comum. No início, a empolgação domina os planos de perda de peso, mas basta comer um pouco além da conta para jogar tudo para o alto. Outro deslize é revelar para todas as pessoas do seu convívio que está de dieta. De acordo com a nutricionista, essa atitude pode não ser vantajosa. “Dependendo da pessoa, passará a se sentir pressionada e, de certa forma, ‘vigiada’ por seus amigos e familiares e, quando ficar sozinha, pode acabar comendo escondido. A atitude pode ser positiva se as pessoas que estiverem sabendo servirem de incentivo ou fortalecerem o comprometimento”, explica Carolina. Mais uma ameaça à perda de peso é deixar a vida social de lado, isolando-se para não ter perigo de cair em tentação: “Se fazer dieta virar sinônimo de isolamento, essa atitude fará com que aumentem as chances de a pessoa desistir no meio do caminho”, garante a especialista. De acordo com Carolina, para evitar esse tipo de comportamento, é importante encarar a dieta de maneira mais leve, sem pressão e sem exigir muito de si mesma.

Por que sentimentos ruins aparecem?

Uma das causas do mau humor é a privação de carboidratos, muito comum em dietas de emagrecimento. “O carboidrato é o principal combustível do cérebro, necessário para estimular a produção de alguns neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer, como a serotonina. Essa substância interfere nas emoções das pessoas e sua falta pode levar a mudanças de humor”, ressalta Carolina. A frustração ao cometer um deslize também causa um grande mal-estar. Além disso, esses sentimentos ruins se intensificam quando a pessoa passa por uma fase difícil (emocional, financeira ou profissional). É bom lembrar que em qualquer planejamento, inclusive o alimentar, podem ocorrer falhas e tropeços, e isso não deve ser visto como fracasso, nem induzir à desistência. Para levar adiante um programa de emagrecimento, o ideal é pensar que, com a perda de peso e as mudanças de hábitos, a dieta trará diversos benefícios ao organismo e à saúde. Além disso, planejar bem as metas, sendo realista e pensando nos resultados a longo prazo, é fundamental para não cair na insatisfação. Assim, quando as melhorias no corpo começarem a aparecer, a tristeza tende a passar: “Ao ver que o esforço está valendo a pena, a autoestima fica elevada e surge um sentimento de vitória. E mais, os elogios e os comentários sobre as mudanças na silhueta acabam motivando a pessoa”, lembra a profissional.

Alimentos do bom humor!

Confira as comidas que estimulam o bem-estar e podem aumentar a sensação de felicidade e o bom humor:

  • Laticínios, carnes magras, uva e abacate: são ricos em triptofano, substância que funciona como matéria-prima para a produção da serotonina (responsável pela sensação de prazer).
  • Alimentos ricos em carboidratos (pães, massas, arroz e batata): o carboidrato é essencial para estimular a produção de serotonina. Dê preferência para a versão integral e consuma com moderação, pois o excesso desses alimentos pode prejudicar a perda de peso.
  • Frutos do mar: ricos em zinco e selênio, agem no cérebro diminuindo o cansaço e a ansiedade.
  • Ovos: os nutrientes responsáveis pelo bom humor são a tiamina e a niacina (vitaminas do complexo B), ácido fólico e acetilcolina.
  • Banana: por ser rica em carboidrato, potássio, magnésio e biotina, diminui a ansiedade e ajuda a garantir um sono tranquilo. A banana também possui vitamina B6, necessária para a produção de energia.
  • Mel e chocolate meio amargo: estimulantes da produção de serotonina.

Texto: Fernanda Vasconcelos/Colaboradora | Consultoria: Carolina Paz, nutricionista da SNC – Sports Nutrition Center, do Rio de Janeiro (RJ)

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.