Reeducação alimentar: 5 mudanças na rotina que fazem a diferença

Para emagrecer e ter uma vida mais saudável, a reeducação alimentar é essencial. Separados 5 dicas para te ajudar no dia a dia de processo!

None
Foto: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/12/2016 às 08:50
Atualizado às 12:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Comece já sua dieta! Algumas pequenas mudanças na rotina podem ser tomadas para auxiliar no processo de reeducação alimentar. Separamos 5 para você!

1- Programe-se

Estabeleça e siga o máximo possível um horário para as refeições, deixando intervalos de três horas entre elas. Segundo Alice Amaral, médica nutróloga, a atitude “mantém a energia e o metabolismo funcionando corretamente, além de diminuir o acúmulo de gordura, evitar ataques de fome e picos de insulina e hipoglicemia”;

2- Hidrate-se

O ideal é consumir aproximadamente dois litros de água por dia. Para não esquecer, deixe uma garrafa ou um copo de água por perto;

3- Siga à risca

Não pule refeições, principalmente o café da manhã. “A primeira refeição do dia é considerada a de maior importância, porque repõe nossas reservas energéticas gastas durante o período de sono. Nosso metabolismo e suas funções são diretamente influenciados pelo que ingerimos nesse período”, explica a nutricionista Karina Poli.

café manhã reeducação alimentar iogurte morangos

Foto: Reprodução/Pixabay

4- Faça trocas conscientes

Refeições como almoço e jantar não podem ser substituídas por lanches. Além de geralmente serem mais calóricos, nem sempre possuem todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.

Os primeiros tipos de alimentos que devem ser evitados do cardápio para uma reeducação alimentar de qualidade são os com alto teor de sal e açúcar, as frituras e os processados. Além de fornecerem muitas calorias, são pobres em nutrientes;

5- Tenha calma

Procure comer devagar, prestando atenção na mastigação e no sabor dos alimentos antes de engoli-los.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Alto Astral | Edição: Érika Alfaro/Colaboradora | Consultorias:  Alice Amaral, médica especialista em nutrologia e medicina do exercício e esporte pela Associação Médica Brasileira, Associação Brasileira de Nutrologia e Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte; Karina Poli, nutricionista da Apetit – Serviços de Alimentação.