3 mitos e verdades que você deve saber sobre a tireoide

Chegou a hora de esclarecer as principais dúvidas sobre a tireoide e os distúrbios que afetam a glândula, a fim de proteger a saúde ao máximo!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/11/2016 às 13:26
Atualizado às 12:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você já ouviu falar na tireoide? Apesar do tamanho reduzido — em comparação aos órgãos do corpo —, essa glândula desempenha um papel superimportante: ela produz hormônios responsáveis por regular as funções do coração, do cérebro, do fígado e dos rins, por exemplo, garantindo o equilíbrio de todo o organismo. Então, que tal descobrir três mitos e verdades sobre a tireoide e entender como os seus distúrbios podem afetar a saúde e o bem-estar?

ansiedade-mulheres-pesquisa

FOTO: Shutterstock

1- Disfunção na tireoide é um problema genético?

A causa mais comum do hipotireoidismo é a doença de Hashimoto, um problema autoimune, em que o corpo produz anticorpos que agem contra a própria tireoide, reduzindo gradativamente a sua função. “Nessa doença, podemos verificar a presença de múltiplos familiares com o mesmo distúrbio, denotando uma hereditariedade associada. Em relação ao câncer de tireoide, um subtipo chamado carcinoma medular é o que mais está relacionado à mutação genética e hereditariedade”, explica o cirurgião de cabeça e pescoço Jorge Kim.

2- Quando é necessário ir ao médico?

Frequentar periodicamente o médico é sempre muito importante, mesmo sem apresentar sintomas. Muitas vezes, os exames podem constatar a doença antes de a pessoa apresentar os sintomas. Desta forma, o tratamento pode ser instituído precocemente. “Mas, se o paciente começar a apresentar os sintomas descritos no hipo ou no hipertireoidismo, o ideal é procurar o médico imediatamente. Além disso, caso a pessoa note um abaulamento no pescoço, é importante que o médico seja procurado”, conta Jorge.

ansiedade-mulheres-pesquisa

FOTO: Istock.com/GettyImages

3- Que especialista a pessoa deve procurar?

Inicialmente, o médico clínico geral é a pessoa mais adequada. Caso ele detecte algum distúrbio da tireoide, poderá realizar o tratamento ou encaminhar para um endocrinologista ou até para um cirurgião de cabeça e pescoço.

Consultoria: Gisah Carvalho, a presidente do departamento de tireoide da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM); Jorge Kim, cirurgião de cabeça e pescoço
Texto: Larissa Tomazini

LEIA TAMBÉM