ESTILO DE VIDA

Manhã, tarde ou noite: qual o melhor horário para treinar?

Treinar durante a manhã, a tarde ou a noite traz resultados diferentes para o organismo. Por isso, o ideal é descobrir o melhor período para se exercitar.

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 14/09/2016 às 19:02
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Do nascer do sol e até a noite profunda, uma série de fenômenos acontece no organismo sem nos darmos conta. Cada um deles tem seu tempo de ocorrência ao longo das 24 horas de um dia, influenciando, inclusive, no horário de treinar. É o que os especialistas chamam de ritmos circadianos, o objeto de pesquisa da cronobiologia. “Essa disciplina científica estuda os mecanismos funcionais que controlam os ritmos biológicos e sua importância para os seres vivos e para a saúde humana”, explica o cronobiologista John Fontenele Araújo.

Durante a manhã e a tarde, atividades mentais e físicas são favorecidas, além de haver um aumento do crescimento celular. Já na escuridão, quando ocorre a liberação da melatonina, o hormônio do sono, funções metabólicas como a respiração e a frequência cardíaca são desaceleradas. No final das contas, tudo isso impacta no desempenho, seja ele no trabalho, naquela corrida ou levantando pesos na academia.

E por falar em academia, existe de fato um horário ideal para treinar? Isso vale para todas as modalidades? Veja as repostas da cronobiologia para essas e outras perguntas.

Treinar pode ser mais vantajoso em alguns horários do dia

FOTO: iStock e Getty Images

SAIBA MAIS:

Prancha: pratique o exercício que torneia o corpo

Os melhores exercícios físicos para cada necessidade

5 atividades aeróbicas para turbinar a perda de peso

Manhã

De acordo com o pesquisador Scott Colliers, 7 horas da manhã seria o horário ideal para gastar a sola do tênis. “Nos nossos estudos, descobrimos que esse é o melhor horário para praticar exercícios aeróbicos”, revela. É que o agito matinal tiraria de cena alguns hormônios do estresse, como o cortisol e a epinefrina, que são secretados pelo corpo horas antes de a gente acordar. “Isso pode ajudar a regular a pressão arterial e a próxima noite de sono mais eficientemente”, diz.

Tarde

O final da tarde e o início da noite seriam os momentos mais recomendados para suar a camisa, seja qual for a atividade física escolhida. “O desempenho em exercícios físicos tende a ser melhor quando a temperatura central está mais elevada, o que ocorre geralmente no final da tarde”, garante Luiz Menna-Barreto, especialista em cronobiologista. “A explicação aceita atualmente é que isso representa uma ativação metabólica que inclui uma maior prontidão para o exercício.” O risco de lesões também é menor. “As fibras musculares estariam mais aptas para a atividade, além de haver uma melhor circulação”, afirma Fontenele.

Noite

O melhor é não pegar pesado horas antes de pregar os olhos. “Exercícios com maior intensidade devem ser evita dos à noite, próximo ao horário de dormir”, aconselha Fontenele. Tudo para não perturbar o sono. Afinal, o momento em que a gente apaga na cama é de repouso e de recuperação, tanto física quanto emocional.

Texto Fábio de Oliveira/Colaborador

Consultoria  John Fontenele Araújo, cronobiologista; Luiz Menna-Barreto, especialista em cronobiologista; Scott Colliers, pesquisador