ESTILO DE VIDA

Meditação e terapia são tratamentos contra estresse. Conheça 4 deles

Não deixe os sintomas do estresse se acumularem. Veja quais os aliados alternativos disponíveis para você combater esse transtorno.

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/08/2016 às 18:59
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Nem sempre o tratamento contra o estresse precisa ser feito à base de medicamentos. Algumas saídas alternativas surgem como solução quando o assunto é combater esse distúrbio ou o surgimento dele. Abaixo, confira quatro dicas de terapias e atividades para se livrar dos sintomas do estresse:

Meditação

mulher praticando meditação contra estresse

Foto: Shutterstock Images

Meditar periodicamente, mesmo que por poucos minutos, pode ser uma boa saída para aliviar as tensões geradas pelo estresse. Além desse benefício, a técnica pode ser bastante útil para diminuir a ansiedade, fortalecer as defesas do sistema imunológico, combater a insônia e auxiliar você a ter uma mente mais focada. Vale a pena tentar!

Terapia cognitivo-comportamental (TCC)

Utilizada por psicólogos para controlar quadros de crises de ansiedade, esse tipo de terapia é uma opção interessante em casos de estresse. O especialista nessa técnica vai ajudar a pessoa a identificar, compreender e lidar com os elementos estressores que estiverem desencadeando os sintomas. Assim, com um tratamento progressivo, o paciente conseguirá mudar os pensamentos ou hábitos que ativam o gatilho da crise.

Hipnoterapia

Muito útil em casos de estresse pós-traumático, o hipnoterapeuta, por meio da ressignificação do subconsciente, fará com que o paciente reconstrua o sentido daquilo que ativa a crise de estresse.

É importante ressaltar que não há nada de místico na hipnose como costumava se pensar. Por isso, é necessário ter paciência com o método para poder sentir os avanços do tratamento gradualmente.

Exercícios aeróbicos

Vamos combinar que se mexer de vez em quando é uma ótima maneira de manter a saúde em dia, não é? E, para reforçar essa ideia, a prática de exercícios físicos está cientificamente ligada ao aumento da produção de endorfina (o neurotransmissor responsável pelo bem-estar geral).

Mas isso não quer dizer que você precisa ser um atleta para adquirir esses benefícios. Comece com uma caminhada curta e vá aumentando o ritmo conforme for melhorando seu condicionamento físico. Vale lembrar que, antes de começar qualquer atividade, é importante passar pela avaliação de uma equipe multidisciplinar para checar suas condições cardiovasculares e outros fatores para garantir a prática de exercícios com segurança.

Veja mais:

Contra o estresse: remédio ou opções alternativas?

Entenda definitivamente o que é o estresse

Dicas úteis para controlar o estresse

Consultorias: Maura de Albanesi, mestre em psicologia e religião pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC–SP), em São Paulo (SP); Patricia Mekler, responsável pelo serviço de psicologia do Hospital Sepaco, em São Paulo (SP); Rodrigo Pessanha, psiquiatra; Viviani Farah, terapeuta especialista em florais.

Texto e entrevistas: Giovane Rocha/Colaborador e Natália Negretti – Edição: Augusto Biason/Colaborador