ESTILO DE VIDA

Mau hálito: 5 perguntas e respostas sobre o problema

As maiores causas do mau hálito estão ligadas à má alimentação e problemas bucais. Confira 5 questões sobre o tema e tire suas dúvidas.

None
2. Como dizer a uma pessoa que ela está com o hálito ruim? Dizendo! Claro, é uma situação bastante delicada, que requer cuidado e sensibilidade. Mas oferecer uma bala à pessoa apenas ameniza o problema e não resolve a situação. “Realizar uma boa higieni...

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/08/2016 às 20:58
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Mais de 90% dos casos de mau hálito têm origem na boca, onde vivem milhares de bactérias; uma flora de micro-organismos que pode liberar gases fétidos como o gás sulfídrico e o escatol. Confira 6 questões sobre o problema.

mulher com a mão na boca, mau hálito

Foto iStock.com/Getty Images

1. Quem tem mau hálito deve procurar ajuda de um médico ou dentista?

Como a primeira investigação de causas deve ser feita em dentes e gengivas, o dentista é o profissional mais indicado. Mas a halitose, que não é uma doença, é um problema incômodo e multifatorial. “Gengiva sangrando, diminuição de saliva e dentes não tratados ou com placa bacteriana são causas odontológicas comuns, mas estresse, prisão de ventre, problemas de estômago e má alimentação são apenas alguns dos outros fatores que influenciam a qualidade do hálito”, explica a ortodontista Ana Claudia Catanzaro Munhoz.

2. Ficar em jejum causa mau hálito?

“O jejum prolongado causa halitose devido à baixa de glicose no sangue; se o indivíduo fica mais de três horas sem ingerir uma fruta ou outro alimento leve, terá uma hipoglicemia transitória”, diz Rosa. Do mesmo modo, a baixa produção de saliva, ou hipossalivação, pode ocasionar a sensação de “boca ruim”. A saliva ajuda a “lavar” a boca, favorece a deglutição, lubrificando alimentos, gengivas e dentes, possui anticorpos e tem efeito antimicrobiano.

3. Enxaguante bucal previne mau hálito?

Sim, mas não diretamente, pois ele não ataca o problema em si. Sua principal função é evitar a formação de placa bacteriana e acúmulo de tártaro, que podem ocasionar cárie e outros problemas bucais; esses sim responsáveis pelo hálito desagradável. O enxaguante é um importante complemento de higienização, desde que associado à boa escovação e uso de fio dental.

Saiba mais:

Dor de garganta: causas, diagnóstico e tratamento

Saiba como fazer a limpeza do tártaro nos animais

Tipos de clareamento dental

3. Garganta inflamada pode causar halitose?

Mulher, colocando produto na boca, mau hálito

Foto Shutterstock.com

Sim, pois a garganta inflama por causa de vírus ou bactérias que, por sua vez, provocam formação de pus, gerando odor. Nesses casos, a solução é sanar a infecção fazendo uso de antibióticos e anti-inflamatórios conforme prescrição médica. “Vale lembrar que o mau hálito também pode ser um indicador, isto é, sintoma de doenças sistêmicas tais como diabetes, infecções pulmonares, renais e hepáticas; além de resultado de dietas desequilibradas, tabagismo e abuso de bebida alcoólica”, acrescenta a Ana Cláudia.

5. Quais alimentos previnem ou causam mau hálito?

Além de ser muito nutritiva, a maçã tem uma excelente ação adstringente, por isso limpa os dentes e a boca. Agora, quando se quer afastar o hálito ruim após ingerir cebola, alho ou condimentos fortes, indica-se consumir suco natural de laranja. “O suco de limão também tem poder adstringente e bactericida, eliminando bactérias presentes na boca e em todo sistema digestivo e, consequentemente, evitando o temido ‘bafo’”, indica a ortodontista. Se estiver com o hálito ruim, evite frituras, condimentos fortes, leite e seus derivados, que só pioram a situação.

Texto Marcella Pacheli | Consultoria Ana Claudia Catanzaro Munhoz, ortodontista