ESTILO DE VIDA

Aprenda a montar uma marmita saudável!

Muitas vezes, comer fora de casa não é uma boa opção. Aprenda como fazer uma marmita supersaudável e aproveite para economizar!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/08/2016 às 18:58
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A correria do dia a dia, que impede muita gente de almoçar ou jantar em casa, não pode (e nem deve) servir de desculpa para uma alimentação desregrada. Trocar a refeição por algum tipo de fast-food ou comida congelada é uma prática bastante condenada pelos especialistas, já que são opções carentes de nutrientes e, como se não bastasse, com calorias a mais.

Para quem não tem tempo de comer em casa, mas não abre mão de uma refeição saudável, restaurantes passam a ser mais indicados — desde que, claro, você monte o prato com atenção aos alimentos escolhidos. Outra solução é preparar sua própria comida e carregá-la em uma marmita para esquentar mais tarde. As vantagens? Além de uma refeição preparada de acordo com seu programa alimentar, ainda acaba saindo bem mais barato e apetitoso!

marmita-saudavel-como-montar

FOTO: Rodrigo Moreira/Colaborador

Saiba mais!

Outras dicas para acertar na hora de fazer seu marmitex

Os vilões da alimentação infantil

Influência da má alimentação na gestação

Acerte na sua marmita

De início, pode parecer um pouco trabalhoso aderir à marmita, mas é só uma questão de costume. Com o tempo, torna-se parte de sua rotina e você aprende a se planejar para os dias seguintes — tem quem prepare toda a comida para a semana inteira no domingo, por exemplo. Certos passos são valiosos:

marmita-saudavel-como-montar

FOTO: Shutterstock

1- Escolha bem: há alimentos que estragam mais rápido do que outros. Maionese, por exemplo, é um item pouco recomendável após um tempo fora da geladeira. Frituras murcham e perdem toda a sua consistência, além de não serem saudáveis. Receitas com molho impedem que a carne ou o macarrão fiquem ressecados. Já peixes apresentam um odor bastante forte, que irá se estender para os acompanhamentos (e também deixará seu cheiro característico no micro-ondas, se for essa sua opção para esquentar o prato).

2- Armazene corretamente: para quem não dispõe de muito tempo para cozinhar, preparar logo de uma vez uma panela inteira de feijão, arroz ou outra receita facilita muito. O que for ingerir no dia seguinte pode ficar na geladeira. No entanto, o restante precisa ser congelado: “Guarde no freezer ou no congelador. Neste último, os alimentos duram menos tempo, pois a temperatura não é tão baixa”, alerta a nutricionista Priscila Di Ciero. Para não ficar congelando e descongelando o mesmo alimento repetidas vezes, guarde pequenas porções em potes separados — podem ser vários com arroz, feijão e carne juntos, ou em recipientes que já vem com divisórias para cada ingrediente. Colocar etiquetas indicando as datas evita que você se confunda.

3- Como transportar: o ideal é que, no trajeto de casa para o trabalho, você carregue a comida em uma bolsa térmica. Procure deixá-la na sombra ou até mesmo usar gelo ou pacotes de gel congelado para conservar a temperatura. Uma vez que chegue ao local desejado, coloque sua marmita na geladeira. Mesmo assim, a recomendação é evitar deixar sua refeição por mais de duas horas sem refrigeração. Latas de atum ou sardinha, frutas secas, oleaginosas e frutas in natura podem ser transportadas sem levar em conta a temperatura.

4- Para esquentar: o forno micro-ondas deixa tudo mais prático, mas lembre-se de que existem recipientes especiais para isso. Os de vidro são os mais indicados de todos, tanto para transporte quanto para esquentar. Carregue a salada separadamente — afinal, ela não precisa ser esquentada — e, depois de temperar, acrescente ao prato. Para esquentar molhos na panela, misture uma pequena dose de água, o suficiente para que não fiquem ressecados e nem altere o sabor. Se preferir, esquente em banho-maria, o que demora um pouco mais.

Consultoria: Priscila Di Ciero, nutricionista