ESTILO DE VIDA

Maratonas: dicas para se preparar e se dar bem nas provas

Dicas de segurança, equipamentos e treinos para obter melhor aproveitamento nas maratonas e, quem sabe, até conquistar o primeiro lugar!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/12/2016 às 08:34
Atualizado às 16:29

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Seja pelos inúmeros benefícios que a corrida proporciona ao organismo ou pelo prazer que a atividade ao ar livre promove, as maratonas estão – cada vez mais- conquistando novos praticantes. “Costumamos dizer que é um dos esportes mais antigos do mundo.

mulher correndo maratonas

Foto: Shutterstock

Uma de suas características é o fato de ser bastante democrático, qualquer pessoa em qualquer lugar pode praticar”, destacada o educador físico Felipe Marinho. Apesar dessa versatilidade, correr exige técnicas, equipamentos e acompanhamento profissional específicos que garantem melhor rendimento e também saúde – já que, sem os cuidados necessários, as chances de lesões são maiores.

Está dada a largada

O primeiro passo após a decisão de começar a correr é consultar um cardiologista e um ortopedista para avaliação individual das condições clínicas e do tipo de pisada – para a escolha correta do tênis, respectivamente. Depois, é recomendado procurar um profissional de educação física para receber orientações de treino. “Outros pontos importantes são os treinos técnicos – para desenvolvimento da mecânica da corrida – e treinos de fortalecimento de membros inferiores e de tronco a fim de melhorar a performance e evitar lesões”, sugere Felipe.

O profissional explica, ainda, que iniciantes devem alternar corridas e caminhadas até desenvolverem condicionamento físico e aumentar a intensidade da atividade gradualmente. Deve seguir uma rotina de treinos rígidos com duração de meses”, indica Ricardo. Por isso, é preciso estar habituado à corrida antes de se inscrever na prova – uma boa opção é a participação em grupos de corrida. “Minha dica é que o interessado pesquise bastante sobre preços, qualidade e perfil do grupo”, complementa o educador físico.

E não se esqueça de que é importante não ultrapassar os próprios limites para acompanhar o ritmo de outros participantes. A melhora no rendimento é progressiva e, após alguns meses, os resultados serão bem melhores do que no início!

Para passar a linha de chegada

1. Faça um plano

Escolha a prova e seus objetivos para ela com antecedência. Assim, é mais difícil perder o foco e mais fácil planejar os treinos.

2. Pesquise!

Conheça o percurso da prova para incluir aos treinos possíveis subidas ou desafios que podem ser encontrados no local.

3. Adquira experiência

Se a meta é correr 15 quilômetros, por exemplo, participe de provas mais curtas – antes da escolhida – para ter uma bagagem sobre esse tipo de evento.

4. Dê uma pausa

O descanso é parte importante do processo de treinamento. Exigir demais do organismo pode prejudicar o rendimento e causar lesões.

5. Divirta-se

A dica serve tanto para os treinos quanto para as provas, afinal, correr não deve ser uma tarefa estressante, e sim um momento de lazer, certo? Cumprir as metas é, sim, gratificante, mas aproveitar a experiência é ainda melhor.

LEIA TAMBÉM:

Consultoria: Ricardo Galotti, especialista em Medicina do Exercício e do Esporte e membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte; Felipe Marinho, educador físico e diretor do Circuito da Praia Assessoria Esportiva