Lombalgia: descubra quais são as causas e os tratamentos!

Se você tem dores na região lombar quando fica muito tempo em uma posição, é capaz que você sofra de lombalgia. Saiba quais são os tratamentos possíveis!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/11/2016 às 11:11
Atualizado às 11:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Às vezes, certas dores aparecem repentinamente e passam a atrapalhar as tarefas do cotidiano, principalmente de pessoas que trabalham na mesma posição por muitas horas. A lombalgia é um problema incluso nessas situações, pois costuma causar um incômodo persistente em seus portadores.

Lombalgia crônica dor

Foto: Shutterstock

O que é?

Como o próprio nome sugere, o problema afeta a região lombar das costas, que fica próxima ao cóccix. Existem dois tipos principais de lombalgia: a crônica, que costuma atingir pessoas de mais idade, resultando em um incômodo permanente, e a aguda, que é passageira e ocorre quando algum movimento errado é realizado – ou pelo excesso de esforço físico (como carregar peso em demasia). “A lombalgia é uma dor que se concentra no final da coluna, na região lombar. As causas são inúmeras: carregar muito peso, obesidade, sedentarismo, entre outras. Exercícios mal feitos na academia, sem a supervisão de um profissional, também podem causar a lombalgia”, pontua a reumatologista Tatiana Molinas Hasegawa. Em outros casos, a lombalgia também pode ser causada por inflamações, infecções, artrose ou, ainda, ser desencadeada por conta de algum trauma emocional intenso.

Sintomas

Quando a pessoa se sente incomodada ao ficar muito tempo na mesma posição, seja ela sentada ou em pé, pode ser que a lombalgia se faça presente. A dor ao final das costas pode diminuir quando o portador se deita ou busca outras posições que induzam ao relaxamento.

Diagnóstico e tratamentos

Geralmente, o uso de anti-inflamatórios receitados pelo médico, assim como fisioterapia, podem ser algumas saídas para o alívio da dor. “O tratamento pode ser feito com fisioterapia, hidroterapia, acupuntura, anti-inflamatórios, frequentar uma academia terapêutica, dentre outros”, completa Tatiana. Se a dor na região lombar durar mais de três meses, é possível que o quadro seja crônico e que o tratamento tenha que ser feito durante mais tempo.

Como prevenir

Foto: iStock.com/Getty Images

Foto: iStock.com/Getty Images

Praticar atividades físicas regulares para fortalecer a região lombar, tomar cuidado com a postura, não dormir em colchão duro ou mole demais, assim como evitar abaixar inclinando as costas para a frente (sem dobrar os joelhos) e não carregar muito peso são algumas atitudes preventivas.

Texto: Paula Santana

Consultoria: Ari Halpern e Tatiana Molinas Hasegawa, reumatologistas

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.